Perdi a Black Friday para as compras de Natal: e agora?

Apesar de muitas incertezas e de uma renda geral bastante baixa, os brasileiros foram surpreendidos neste ano com a retomada de vendas no varejo com a Black Friday de 2019.

Ficou estimado um crescimento de faturamento do comércio online de 31% em relação ao mesmo período em 2018, de acordo com dados da empresa Compre&Confie. Já o Ebit/Nielsen estimou um aumento de 23,6% – ainda assim, acima das expectativas prévias, de 18% de alta.

Já faz alguns anos que a Black Friday se firmou como uma data de boas ofertas no país. Mas se você foi uma das pessoas que perdeu oportunidades com esse dia de saldões, pode estar desanimado ao perceber que terá que gastar com presentes natalinos a preços superiores.

Seja pela grande concorrência pelos produtos ou por falta de atenção com as promoções, perder a oportunidade de pagar menos é uma tristeza – ainda mais se o dinheiro disponível for contado. Por isso, reunimos algumas dicas para superar essa situação.

Seja criativo

A necessidade é a mãe da invenção. Isso quer dizer que a ausência de recursos nos obriga a ser mais criativo para alcançar objetivos.

Por exemplo: quero comprar um celular. Onde encontro uma boa promoção a essa altura? Na Lojas CEM produtos online são bastante diversificados – muito mais do que se esperaria de uma marca conhecida por vender móveis.

No entanto, é possível encontrar por lá opções de smartphone Motorola a partir de R$59,80 mensais (em 12 vezes), e televisores smart de LED a partir de R$990.

A questão é que a internet permite essas buscas em lugares inusitados. Talvez haja serviços especializados em buscar determinados artigos, como a Estante Virtual funciona para o comércio de livros.

Além de sites especializados em determinados produtos, uma busca criativa a fundo no Mercado Livre ou em grandes varejistas também pode trazer resultados inusitados… e em conta! Afinal, passou a Black Friday, mas o comércio está ligado nas vendas natalinas.

Comece do zero

Ok, a Black Friday passou e você teve que perder uma bela oportunidade de economizar para perceber que um dia a teve nas mãos. Agora não adianta chorar pelo leite derramado – só adianta ir à luta.

Talvez você não tenha que gastar todo seu 13º salário em presentes, se aproveitar as promoções de Natal. Coloque isso na sua cabeça em primeiro lugar e assuma uma atitude positiva. O componente psicológico é 50% do sucesso.

Informação direto na fonte

Uma busca por panfletos de ofertas na internet pode ser uma boa maneira de começar a correr atrás do tempo perdido. É bastante comum entre as pessoas mais novas ter uma intuição bastante natural na hora de buscar na internet.

Mas muita gente se limita a aguardar recomendações de redes sociais ou buscar vídeos ou vlogs informativos como primeira fonte de informação. Atualmente, 500 horas de vídeo são postos no ar por minuto ao redor do mundo. Podemos dizer que o grande volume de conteúdo grátis e o formato de conversa são grandes atrativos.

Mas por que não cortar o papo e ir direto na informação que interessa? Muita gente não sabe, mas existem sites com enormes bases de dados com oportunidades de desconto atualizadas para gente que sequer faz ideia que elas existem.

Bola para frente

Então você não achou algo tão bom quanto descontos de Black Friday. Tem dois “sapos” possíveis para engolir nesse caso.

O primeiro sapo é se endividar mais do que gostaria para comprar presentes. Nesse caso, você pode ser otimista e olhar para o crescimento da produção industrial e da geração de empregos como sinais de melhora para o ano que vem.

Apesar disso, não é razoável se endividar além da capacidade para comprar presentes.

O segundo sapo é comprar algum presente menos interessantes – que pode ser ruim para quem recebe o item.

É importante lembrar que um sapo não exclui o outro necessariamente. Esse seria o pior dos mundos na nossa análise.

Mas em qualquer que seja o caso, o Natal não é um feriado triste e consumista. Ou, ao menos, não precisa ser. É um feriado familiar, com os mais nobres sentimentos, embora muita gente se esqueça disso.

O momento de adversidade pode ser a oportunidade ideal para estreitar os laços com as pessoas queridas. No final do dia, é o jeito de olhar a vida que define, em grande parte, a qualidade dela.

Fontes:Portafolhetos| Statista| Portalhortolandia

Imagem de Photo Mix por Pixabay