Parque Tecnológico São José dos Campos recebe seminário da indústria aeroespacial

O 1º Seminário da Indústria Aeroespacial Brasileira (SIAB) ocorre no dia 25 de maio no Parque Tecnológico São José dos Campos. O evento é realizado pelo Cluster Aeroespacial Brasileiro do PqTec em parceria com o Information Management Institute (e-IMI), a Mult-e Engenharia Digital e o Invoz.

O SIAB reunirá empresas, organizações, universidades e institutos para uma série de palestras e uma rodada de negócios, para promover networking, integração e troca de experiências.

“O ambiente de São José dos Campos tem um valor intelectual muito grande no setor aeroespacial, abriga profissionais com ampla experiência, que já passaram por grandes organizações. O seminário vai aproximar esse valor intelectual dos profissionais em atuação hoje, fazendo a relação dessas competências e favorecendo parcerias, transferências de tecnologias e negócios”, explica Marcelo Nunes, coordenador do Cluster Aeroespacial Brasileiro.

O evento ocorre das 8h às 17h e é voltado para empresários e profissionais das áreas de tecnologia, de engenharia e aeroespacial. No período da manhã, haverá apresentações e palestras sobre startups, novidades tecnológicas, gestão da informação, mercado e desenvolvimento. Ozires Silva, presidente do Invoz; José Finocchio Junior, consultor, e Marcelo Prim, gerente de inovação do Senai, serão alguns dos palestrantes.

À tarde, haverá uma rodada de negócios e mesa redonda, coordenadas pelo Cluster Aeroespacial.

As inscrições para o 1º. SIAB são gratuitas e devem ser feitas antecipadamente pelo site www.e-imisolutions.com.br.

SOBRE O e-IMI (Information Management Institute)

Criado em 27 de julho de 2017 em São José dos Campos, e oficializado em dezembro de 2017, o e-IMI é uma ferramenta de aproximação de profissionais do setor aeroespacial e outros, a projetos de trabalho que demandam grande conhecimento técnico. Seu objetivo principal é fazer com que os profissionais de alto nível, não recolocados no mercado formal de trabalho, possam contribuir em projetos de inovação, engenharia e tecnologia.

Funcionando como um catalisador entre profissionais e empresas, o e-IMI atua também junto ao setor acadêmico e governamental para que possa ter acesso às iniciativas de desenvolvimento local encaixando a mão de obra especializada nas ações de interesse do setor

produtivo.

Para o Diretor Presidente do e-IMI, Paulo Gomes D´Oliveira, um dos desafios do instituto é chamar atenção para a necessidade de inovação no Brasil, além de um ambiente de negócios mais propício para a retomada do crescimento. “O instituto reúne esforços para que os profissionais associados possam contribuir com sua extensa bagagem intelectual para implantar inovação dentro das empresas”, afirma Paulo Gomes.

 

Sobre o Cluster Aeroespacial Brasileiro

O Brazilian Aeroespace Cluster foi formado em 2009 e reúne em torno de 90 empresas da cadeia aeroespacial e de defesa. Ao todo, são mais de 5.000 postos de trabalho e faturamento anual de US$ 700 milhões. As empresas, em sua maioria, atuam em engenharia, aviônicos, ferramental, logística, indústria e manufatura, defesa, espaço e segurança. O Brazilian Aeroespace Cluster é o executor do Projeto Setorial Aeroespacial intitulado “Aerospace Brazil” na Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex).