Parcerias e inovação ajudam UNICEF a apoiar crianças em 150 países

Em 2018, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) adquiriu 3,5 bilhões de dólares em bens e serviços para ajudar crianças em 150 países a ter uma vida melhor. Vacinas, roupas, medicamentos, kits de educação e livros escolares são alguns dos bens e serviços que as ajudaram a combater doenças, aprender e crescer – especialmente em países afetados por emergências e conflitos.

“O apoio de governos, empresas, doadores e parceiros locais tem sido inestimável para nos permitir alcançar milhões de crianças o mais rápido possível”, disse Etleva Kadilli, diretora da Divisão de Suprimentos do UNICEF em Copenhague. “No entanto, as necessidades continuam imensas. O financiamento sustentável e de longo prazo deve continuar sendo uma prioridade para atender às necessidades das crianças em situações cada vez mais complexas”.

Em dezembro de 2018, crianças sírias preparam-se para o inverno em campo de refugiados em Ersal, no leste do Líbano, perto da fronteira com a Síria. Eles recebem suprimentos emergenciais do UNICEF, incluindo kits com agasalhos e roupas de inverno para ajudar a mantê-los aquecidos durante toda a estação. Foto: UNICEF

Em dezembro de 2018, crianças sírias preparam-se para o inverno em campo de refugiados em Ersal, no leste do Líbano, perto da fronteira com a Síria. Eles recebem suprimentos emergenciais do UNICEF, incluindo kits com agasalhos e roupas de inverno para ajudar a mantê-los aquecidos durante toda a estação. Foto: UNICEF

Em 2018, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) adquiriu 3,5 bilhões de dólares em bens e serviços para ajudar crianças em 150 países a ter uma vida melhor. Vacinas, roupas, medicamentos, kits de educação e livros escolares são alguns dos bens e serviços que as ajudaram a combater doenças, aprender e crescer – especialmente em países afetados por emergências e conflitos.

No ano passado, o UNICEF ajudou crianças ao adquirir 2,36 bilhões de doses de vacinas para combater uma série de doenças, incluindo sarampo, difteria, tétano e HPV, alcançando quase metade das crianças do mundo; fornecer acesso a água potável com 1,26 bilhão de comprimidos de purificação de água e sachês de cloração/floculação.

A agência da ONU também ajudou a protegê-las de doenças transmitidas por mosquitos usando 13,3 milhões de mosquiteiros; tratou as que sofrem de desnutrição com 47.760 toneladas de alimentos terapêuticos prontos para uso; ajudou as crianças a voltar à sala de aula, distribuindo 4,5 milhões de mochilas escolares e 84 mil kits de educação.

“Toda criança é única e suas necessidades também”, disse Etleva Kadilli, diretora da Divisão de Suprimentos do UNICEF em Copenhague. “Comprar suprimentos para crianças não é tão simples quanto comprar produtos da prateleira. Requer uma estreita colaboração com diversos parceiros para garantir que as crianças em diferentes países e áreas recebam o que precisam para viver, melhorar sua vida e estar seguras e saudáveis”.

À medida que as situações nos países se tornam mais complexas, especialmente durante emergências, a capacidade de se adaptar e fazer as coisas de maneira diferente pode ajudar a maximizar o impacto para as crianças e suas famílias.

Com uma rede global estratégica, o UNICEF está desenvolvendo novos produtos e abordagens para atender às necessidades dos mais difíceis de alcançar. Isso não se limita apenas à inovação de produtos, mas também inclui trabalhar com parceiros, especialmente empresas, para influenciar os mercados e tornar os produtos para crianças mais acessíveis, disponíveis, seguros e sustentáveis.

Para ajudar as crianças a se recuperarem da desnutrição, o UNICEF adquiriu um recorde de 65% de alimentos terapêuticos prontos para o uso de fabricantes localizados nos países com maior necessidade ou próximos a eles. Isso não apenas apoiou as economias locais, mas também tornou o transporte mais eficiente e reduziu a pegada de carbono.

Na Síria, apesar do conflito, o UNICEF está trabalhando com empresas locais que continuam a operar para fornecer kits de higiene e educação, bem como roupas quentes – ajudando o UNICEF a fornecer suprimentos para as crianças rapidamente.

Na Nigéria, o UNICEF convocou uma Consulta Regional da Indústria de Saneamento para incentivar a colaboração transnacional com Gana e a Costa do Marfim e identificar formas de melhorar a disponibilidade de sanitários e serviços de saneamento a preços acessíveis para as famílias.

“O apoio de governos, empresas, doadores e parceiros locais tem sido inestimável para nos permitir alcançar milhões de crianças o mais rápido possível”, acrescentou Kadilli. “No entanto, as necessidades continuam imensas. O financiamento sustentável e de longo prazo deve continuar sendo uma prioridade para atender às necessidades das crianças em situações cada vez mais complexas”.

ONU