Parceria entre a Prefeitura e a ACI ajuda na contratação de mão de obra para o Natal

Da parceria entre a Prefeitura de São José dos Campos, por meio do PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador), e a ACI (Associação Comercial e Industrial), começa a surtir os primeiros resultados positivos para a contratação de mão de obra temporária para o período natalino.

Em reunião realizada nesta quinta-feira (6), na ACI, foi anunciado que 90,5% empresários do comércio já manifestou a intensão de contratar cerca de 250 trabalhadores para o período de fim de ano.

De acordo com a pesquisa, os empresários entrevistados têm interesse em aderir ao programa “Projeto São José Trabalho com Qualificação”, oferecido pela Prefeitura, na hora da contratação, como uma forma de diferencial.

O resultado é um dos itens da pesquisa da ACI encomendada junto à Unitau (Universidade de Taubaté). Foram visitados cerca de 400 estabelecimentos na área central da cidade. Ainda serão visitados comerciantes de mais três shoppings da cidade, para conclusão da pesquisa. Segundo a pesquisa, a maioria das vagas para o fim do ano são para vendedores, balconistas e vitrinistas, entre outros.

Para o presidente da ACI, Humberto Dutra, a parceria visa estimular a capacitação dos candidatos e dos funcionários efetivos. “Estamos sempre buscando auxiliar na melhoria dos serviços da cidade, buscando aprimorar o desenvolvimento econômico. Esse tipo de serviço é um investimento a longo prazo”.

Qualifica São José

A pesquisa realizada pela ACI/Unitau será usada pela Prefeitura para a implementação de novos cursos, oferecidos pelo PAT e o Programa Qualifica São José na área do comércio.

De acordo com a parceria, o PAT reforçará, nos próximos dias, a abertura de cursos do Programa Qualifica São José para suprir as demandas do comércio. Em breve, novos cursos para este segmento serão abertos e divulgados para que os interessados se inscrevam por meio do site da Prefeitura (www.sjc.sp.gov.br) ou pela Central 156.

Indicadores

A pesquisa ACI/Unitau revelou ainda que os empresários buscam entre os candidatos diferenciais como: boa comunicação (21,7%), ter iniciativa (20,3%), vontade de crescer, atingir metas e ter interesse (9,2%) e possuir dinamismo e disciplina (7,4%).

Além disso, a qualificação também faz diferencial na hora da decisão, para 33,7% dos empresários as técnicas de vendas e atendimento ao público são importantes, além de uma boa comunicação visual e vitrinismo (17,7%), gestão de compras e estoque (5%), práticas em administração de pessoal (4,8%), informática (3,7%) e libras(1,1%).

Quanto à competência técnica do empregado, 38,3% requer disponibilidade para trabalhar no horário exigido do comércio, 32,4% deseja fluência verbal, 15,7% acredita que conhecimento detalhado do produto faz a diferença e 10,6% espera conhecimento de plataformas digitais de vendas.

Os dados também apontam que a maior parte das vagas serão destinadas às “vendas”, com 78,6%, seguido de “caixas” 10,9% e “estoquistas” 5,7%, e que para conquistar o consumidor e aumentar as vendas 55,5% dos comércios irá apostar em promoções e 39% irá reforçar a divulgação.

A pesquisa foi entregue pela ACI aos representantes da Prefeitura visando a implementação de cursos de capacitação de trabalhadores para contratação temporária no fim do ano – Foto: Charles de Moura/PMSJC