Oftalmologista alerta para doenças oculares no inverno

Tempo seco e baixas temperaturas deixam os olhos mais vulneráveis e suscetíveis a doenças como conjuntivite e síndrome do olho seco

O clima mais seco, a falta de umidade do ar e as baixas temperaturas do inverno não causam apenas problemas respiratórios, mas, também podem deixar os olhos mais vulneráveis a doenças oculares. Dentre as mais comuns estão a conjuntivite alérgica, a síndrome do olho seco e diversos tipos de crises relacionadas à alergia. O Dr. Rodrigo Magalhães, médico oftalmologista do Rio Branco Centro Médico, em São José dos Campos, dá dicas e orienta sobre os cuidados para evitar complicações oculares na estação.

A conjuntivite é uma inflamação na conjuntiva dos olhos (área branca) e, no frio, pode ser desencadeada porque este é um período em que as pessoas costumam ficar mais tempo em ambientes fechados. Ela pode se manifestar de três formas: alérgica, viral ou bacteriana, sendo a primeira delas a mais frequente. “A conjuntivite alérgica não é contagiosa e normalmente acomete os dois olhos”, explica o Dr. Rodrigo. “O tempo de duração da conjuntivite alérgica é relativo e os principais sintomas são: pálpebras inchadas, coceira intensa, lacrimejamento e vermelhidão”. O tratamento depende de cada diagnóstico, que deve ser realizado sempre por um especialista, mas, em geral, é feito com compressas geladas, colírios lubrificantes e antialérgicos.

Já a síndrome do olho seco está diretamente ligada à exposição de determinadas condições ambientais como poluição, poeira, ar seco ou baixa umidade do ar. É uma doença ocular crônica que caracteriza a diminuição da produção de lágrima ou deficiência em alguns dos seus componentes. “Ardor, irritação, sensação de areia nos olhos e olhos embaçados ao final do dia podem ser alguns dos sintomas mais comuns”, explica o Dr. Rodrigo. O tratamento da doença pode incluir lubrificantes prescritos pelo médico e preservação da lágrima, por meio de higiene ocular.

Em geral, não descuidar da saúde ocular durante todo o ano e apostar na prevenção é o melhor caminho para evitar problemas durante a estação. Evitar acúmulo de poeira em casa e climatizar os ambientes, além de dormir em locais arejados e umedecidos pode ser uma boa forma de prevenir as doenças citadas pelo médico. “Lavar o rosto e as mãos, principalmente antes e depois de utilizar colírios ou pomadas e não compartilhar toalhas de rosto, esponjas ou maquiagens também”, finaliza o oftalmologista.

Sobre o Rio Branco Centro Médico

Especializado em saúde feminina, onde mulheres de todas as idades podem encontrar os melhores profissionais e serviços especialmente voltados para o cuidado integral à saúde da mulher. Reúne profissionais renomados nas áreas de ginecologia, obstetrícia, medicina reprodutiva, mastologia, dermatologia, cirurgia plástica, oftalmologia, coloproctologia, cirurgia geral e anestesiologia. Mais informações: no site www.riobrancocentromedico.com.br ou no telefone (12) 3922-6224.

Dr. Rodrigo Magalhães
Gostou, Compartilhe!
Show Buttons
Hide Buttons