Oferta de consultas aumenta 23% na rede básica no 1º semestre de 2018

A Prefeitura ofertou 339.901 consultas nas unidades básicas de saúde do município no primeiro semestre deste ano. O número é 23% maior que a oferta disponibilizada à população no mesmo período do ano passado – 275.626.

Foram 64.275 consultas a mais em seis meses, média de 10.712 por mês. As consultas oferecidas na rede básica são nas especialidades de clínica médica, ginecologia/obstetrícia e pediatria.

Segundo a Secretaria de Saúde, o aumento registrado de janeiro a junho se deve à inovação implantada em setembro do ano passado, como a oferta de consultas por médicos credenciados. Por mês, em média, são disponilizadas cerca de 11 mil consultas nesta modalidade somente na atenção básica.

Nos próximos meses, a Prefeitura estima que a oferta de vagas irá aumentar ainda mais, pois até o final de julho serão chamados os 30 médicos recém aprovados no concurso público realizado em maio passado – 10 clínicos gerais, 10 ginecologistas e 10 pediatras.

Com a chegada destes novos profissionais, que deverão começar a trabalhar nas unidades básicas em agosto, haverá uma diminuição considerável no tempo de espera por consultas. Hoje, em média, com o aumento das consultas com os médicos credenciados, o tempo médio de espera em algumas UBS’s chega a ser inferior a 30 dias.

Ainda na atenção básica, a principal novidade foi a implantação do programa UBS Resolve. Das 40 UBS’s do município, o modelo já funciona em 14, onde a coleta de material para exames laboratoriais é feita no próprio local. Até hoje, mais de 277 mil exames já foram coletados nas unidades. A próxima a receber o programa será a UBS do Jardim das Indústrias, dia 31 de julho.

Além do modelo de credenciamento, as unidades básicas também adotaram desde o ano passado novos procedimentos, como a agenda aberta de consultas, sistema de acolhimento pela equipe de enfermagem e adoção de protocolos de assistência médica.

Foto: Claudio Vieira/PMSJC
Gostou, Compartilhe!
Show Buttons
Hide Buttons