O que pode melhorar e por que é tão importante a chegada da rede 5G ao mercado?

Por que todas as empresas de tecnologia do mundo têm tanto interesse na introdução da rede 5G no mercado? Com certeza não é apenas por causa dos downloads mais rápidos. Alguns testes feitos indicam velocidades de cerca de 20 Gb/s, mas quem precisa de tamanha velocidade em um aparelho de celular?

O que mais importa aqui, é o futuro de trilhões de dispositivos que estarão permanentemente conectados à rede, englobando assim os dispositivos de IOT (Internet das Coisas), partindo de sensores de detecção de presença (alarme da empresa ou de casa), sensores de água, fumaça  agricultura inteligente, e até para carros autônomos e drones, que necessitarão mais do que qualquer outro dispositivo de uma rede de dados móveis com baixa latência, que o 5G promete trazer, além da questão ecológica do novo sistema, que promete redução de 90% do consumo de bateria do dispositivo final, se comparado ao consumo de bateria com 4G.

Outro grande diferencial será a disponibilidade da rede, fazendo um comparativo da rede atual  com a nova rede, em locais com alto número de dispositivos finais utilizando a atual tecnologia, seja uma feira de negócios ou um show, é perceptível que exista uma grande lentidão na navegação,  como se a rede estivesse congestionada, devido ao alto número de requisições que são feitas por todos os usuários ao mesmo tempo, e a tendência é que o 5G venha para resolver essa questão, provendo alta disponibilidade para todos os usuários em ambientes de alta densidade.

Para que a nova tecnologia seja implantada no país, algumas questões precisam ser resolvidas, por exemplo, o leilão das frequências do 5G, que está previsto para ocorrer em março de 2020,  a adequação da infraestrutura de nossas operadoras, como antenas, conexões físicas e equipamentos de transmissão de dados para suportarem a alta quantidade de dispositivos finais conectados, provendo a qualidade e velocidade de navegação que a nova tecnologia exigirá. Com esses pontos equacionados, os testes e operações comerciais da rede 5G no Brasil devem começar no segundo semestre de 2021.

5G

Atualmente, duas operadoras estão realizando testes do 5G no Brasil, nas cidades de Uberlândia-MG e Florianópolis-SC, ambas possuem licença cedida pela ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações) para executar os primeiros testes do 5G no país, na faixa de 3,5Mhz, em parceria com uma fabricante chinesa no desenvolvimento e implantação da rede no Brasil.

No Brasil, os valores para a implantação da nova tecnologia ainda são desconhecidos, o que temos atualmente e que pode servir como parâmetro é o valor estimado na Europa, que varia entre 300 e 500 bilhões de Euros. Além de todo este investimento necessário, as nossas operadoras terão de atualizar toda a infraestrutura de redes, tornando-as mais modernas e respeitando os padrões da nova tecnologia.

Por Gustavo Morais Naves

* Gustavo Morais Naves: Engenheiro de Redes e Dados do Grupo Binário

Imagem de mohamed Hassan por Pixabay