O que é necessário fazer para mudar de profissão com segurança?

Para se estabilizar mais rápido na nova ocupação, é necessário entrar no mercado de trabalho com uma boa base de conhecimentos prévios

Atualmente, a relação das pessoas com o trabalho é completamente diferente de como era no passado, quando se prezava por uma carreira longa em uma única função ou empresa. Agora, os trabalhadores buscam muito mais se adaptar às novas movimentações de mercado e realizar desejos pessoais, o que torna mudar de emprego uma ação muito mais comum do que no passado.

De acordo com a pesquisa RE:Trabalho 2020, 63% dos entrevistados já mudaram de área de atuação e 48% pretendem mudar de carreira em até 12 meses. Dentre os que manifestam o desejo de mudar, 70% afirmam que estão em busca de um trabalho mais alinhado a interesses pessoais e propósito de vida.

Independentemente do motivo da migração para outra área, há alguns pontos que, se considerados, podem fazer com que a transição ocorra sem causar grande instabilidade ou prejuízos. Confira alguns deles!

Ligue seu primeiro diploma à nova área de atuação

Antes, se destacavam os que tinham formação acadêmica; hoje, esse é um pré-requisito básico para a contratação em grande parcela das vagas disponíveis no mercado. Portanto, se já há um diploma, o ideal é checar se a formação pode ser útil de alguma forma para a ocupação almejada e busca por cursos de extensão ou pós-graduações que possam complementar e valorizar os conhecimentos já adquiridos.

Descubra o que é preciso aprender

Além dos complementos à primeira formação, é válido analisar quais outras informações ainda não foram adquiridas, mas são essenciais para a nova carreira. Dessa maneira, é possível se planejar para chegar ao mercado de trabalho com uma boa bagagem técnica.

 Conheça pessoas que trabalham na área

Além de testes de aptidão, que ajudam quem busca uma carreira a descobrir em quais funções se encaixa, antes de decidir largar a atual ocupação, é essencial entrar em contato com quem já é da área. Deste contato virão oportunidades de emprego e também os relatos de quem sente na pele o dia a dia do novo objetivo profissional, que podem fornecer informações cruciais sobre o que é necessário para se posicionar bem neste novo mercado de trabalho e, até mesmo, se a mudança vale a pena.

Fique atento às oportunidades

Quando se deseja sair de uma ocupação em busca de outra de maneira segura, é necessário observar as movimentações do mercado, como se a carreira é promissora para o futuro, ou se está está entrando em estagnação.

Para ter essa percepção, não é preciso ir longe. Se a empresa atual é um local de trabalho agradável e que corresponde às expectativas salariais do trabalhador, uma boa alternativa pode ser observar as oportunidades dentro dessa mesma corporação. Se houver a possibilidade de mudar de área aos poucos, experimentando novas funções em um ambiente já conhecido, há maiores chances de que a transição seja tranquila e proveitosa, tanto para o empregado, quanto para o empregador.

Foto: Divulgação

Instagram