Londrina investe em tecnologia para se firmar como cidade inteligente

ICI passa a oferecer serviços de Tecnologia da Informação e Comunicação para o município

Dados do IBGE mostram que Londrina é a quarta cidade paranaense que mais cresceu nos últimos anos. Figurando no ranking das 25 cidades mais inteligentes do Brasil, segundo o Connected Smart Cities 2018, o município foi o primeiro do País a implementar uma avenida inteligente, que conta com luminárias de LED, câmeras de alta definição e uma série de sensores que medem desde a quantidade de vagas de estacionamento disponíveis nas vias até níveis de ocupação das lixeiras.

O investimento em tecnologia e em novas soluções de gestão continuam fazendo parte da estratégia da cidade: recentemente, a Procuradoria Geral do Município de Londrina (PGML) e o Instituto das Cidades Inteligentes (ICI) firmaram contrato para o uso da Tecnologia da Informação e Comunicação, as chamadas TIC, na administração pública. O diretor-presidente do ICI, Fabrício Zanini, conta que ações como esta demonstram a preocupação do município em melhorar e facilitar a gestão pública. “Por meio de uma análise, é possível mapear os pontos de melhoria da governança para tornar os processos administrativos municipais mais ágeis e permitir melhor prestação de serviços aos cidadãos”, comenta Zanini.

A solução implantada é a de gestão de processos judiciais, que permite organizar e tornar eletrônicas todas as tramitações da PGML, de forma integrada com o sistema PROJUDI – programa mantido pelo Conselho Federal de Justiça. Com a solução, será possível oferecer aos procuradores maior transparência e eficiência na execução das atividades, além de permitir mais flexibilidade e facilidade no acesso às informações e processos judiciais.

Para o Procurador Geral do Município de Londrina, João Luiz Martins Esteves, a parceria com o ICI representa uma otimização dos recursos humanos. “Percebemos que muitas tarefas rotineiras feitas na Procuradoria ocupam muito tempo, e tendo em vista a tecnologia da informação já disponível, elas poderia facilmente ser reduzida e otimizadas”. Segundo ele, a ideia é dar mais qualidade ao serviço prestado no município.

A solução estabelece maior controle e monitoramento de ações da PGML, possibilitando um melhor planejamento e gestão das demandas dos processos judiciais. “O desenvolvimento de um novo conceito de gestão de processos eletrônicos é a premissa da solução implantada pelo ICI. Trabalhamos fortemente na transformação das cidades para torná-las mais inteligentes, integradas e inovadoras”, finaliza o diretor-presidente.

Sobre o ICI

O ICI – Instituto das Cidades Inteligentes é uma organização criada em 1998, com atuação em todo o território nacional, referência em pesquisa, integração, desenvolvimento e implementação de soluções completas de TIC para a gestão pública. Mais informações: www.ici.curitiba.org.br.

Município foi o primeiro do País a implementar avenida inteligente 
Créditos: divulgação