Light investiu R$ 40 milhões em rede elétrica em 19 municípios do Vale do Paraíba, em 2018

Objetivo era se preparar para o verão. Empresa aumentou número de equipes de emergência no período e registrou 21 dias críticos desde 1º de dezembro devido aos ventos fortes, chuvas de granizo, quedas de árvores e alagamentos

 

Com o objetivo de aumentar a confiabilidade do sistema elétrico da Regional Vale do Paraíba e minimizar as intempéries no verão, a Light investiu cerca de R$ 40 milhões em 2018. Durante todo o ano, foram realizadas 483 inspeções em 10,7 mil km de circuitos e equipamentos, nos 19 municípios atendidos pela empresa na região. A partir destas inspeções e de estudos, 72.818 podas de árvores foram feitas, além da retirada de 71,9 km² de faixas de vegetação, da instalação de 239 equipamentos de proteção, da substituição de 14km de rede por padrão mais robusto, e do tratamento de 59 circuitos de baixa tensão, além de outros serviços de rede e estrutura, tais como substituição de postes, cruzetas e isoladores.

 

Atendimento Emergencial

 

No entanto, para atender situações emergências e restabelecer o fornecimento de energia com maior agilidade no período, houve mobilização maior de equipes de operação em campo.

 

Desde 1° de dezembro de 2018, 21 dias foram classificados como críticos no Vale do Paraíba, seguindo a Resolução Normativa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nº 482, nos quais foram registrados ventos de 90 km/h, chuva de granizo, quedas de árvores e alagamentos de ruas. Nessas situações, houve o incremento de mais de 70% de profissionais nas ruas para a normalização da situação.

 

Até o momento, também desde 1º de dezembro de 2018, a Light contabiliza 274 interrupções no Vale do Paraíba, sendo 76 causadas por queda de árvores, 70 por vendaval e 128 por temporal.

Trabalho conjunto com prefeituras

 

Em relação especificamente às podas de árvores, a Light faz um trabalho conjunto com algumas prefeituras do Vale do Paraíba, no que diz respeito ao treinamento. No caso de Volta Redonda, por exemplo, a parceria é por meio da Secretaria de Meio Ambiente (SMMA). Na terça-feira (22/01) houve aula prática instruída por técnicos da Light no bairro Barreira Cravo, com aulas de avaliação de manejo, corte, poda de formação, poda de limpeza, poda de redução, além de uso de caminhão com cesto telescópico (duplo), motosserras, equipamentos de