Investe Turismo vai criar mais oportunidades para o turismo no Paraná

Seminário itinerante que vai percorrer todo o Brasil passou por Foz do Iguaçu nesta quarta-feira (12)

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, acompanhado pelo governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Jr, anunciou na manhã desta quarta-feira (12), em Foz do Iguaçu (PR), o início das ações do Programa Investe Turismo na Rota Corredor do Iguaçu, que conecta os destinos de Foz, Curitiba, Morretes e Paranaguá, levando um amplo pacote de estruturação e incentivo ao turismo do extremo oeste ao litoral paranaense. Este é o quarto seminário itinerante de um circuito que vai percorrer todo o Brasil para apresentar projetos e ferramentas de desenvolvimento que serão implantados nas 30 rotas turísticas estratégicas selecionadas nesta primeira etapa do programa, que conta com R$ 200 milhões do MTur para todo o Brasil.

No evento, governos federal e estadual, Sebrae, prefeituras municipais, empresários do setor e líderes de governança turística regional deram início ao trabalho conjunto pela rota paranaense incluída no Investe Turismo. O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, disse que o modelo de parceria público-privada vai dar ao setor de viagens o protagonismo necessário para se consolidar como vetor econômico. “O que queremos e buscamos aqui é um nível maior de gestão compartilhada, focado em inteligência de mercado, que possa desenvolver nosso potencial plenamente. Hoje, o mercado internacional já olha para o Brasil com outros olhos, sobretudo no turismo. Acredito que com uma economia verdadeiramente liberal, vamos desburocratizar, desregulamentar e dar asas ao crescimento do setor”, destacou o ministro.

Marcelo Álvaro Antônio disse ainda que o presidente Jair Bolsonaro enxerga o turismo como vetor de desenvolvimento do país, o que ajuda na implantação de projetos como o Investe Turismo. “Isso facilita nosso trabalho, especialmente onde o governador também compartilha deste pensamento, como é o caso do Paraná”, afirmou.

Para o governador do Paraná, Ratinho Jr, o turismo é uma matriz econômica de primeira prioridade no estado e o programa do MTur abre novas oportunidades para estruturar e promover os destinos paranaenses. “O governo federal tem reconhecido que Foz e o Paraná estão na rota e no calendário turístico do Brasil. Tenho certeza de que o Investe Turismo vai fazer com que mais pessoas venham e conheçam nossas belezas e nossa gente. Junto com isso, vem a integração do Sebrae e do setor privado – são as empresas que geram comodidades e serviços para que o nosso estado seja um cartão de visitas para o Brasil e para o mundo”, avaliou. O governador também destacou que o Paraná pretende explorar melhor o mercado para o ecoturismo, segmento que deve crescer 200% até 2023, segundo estudo de uma consultoria norte-americana.

PACOTE DE AÇÕES

As rotas turísticas selecionadas pelo Investe Turismo receberão um pacote de ações organizadas em quatro linhas de trabalho: o fortalecimento da governança, por meio de uma agenda estratégica entre setor público e privado; a melhoria dos serviços e atrativos turísticos, com foco especial nas micro e pequenas empresas; marketing e apoio à comercialização, por meio de campanhas, produção de inteligência mercadológica e participação em eventos estratégicos; além da atração de investimentos e apoio ao acesso a linhas de crédito e fontes de financiamento.

INVESTIMENTOS

O Ministério do Turismo já investiu R$ 526 milhões em mais de 1,6 mil projetos de infraestrutura turística em todo o estado do Paraná. Além disso, a pasta recebeu e aprovou oito projetos que somam R$ 465 milhões em financiamentos para o setor no estado. Entre as propostas que receberam o Selo+Turismo está o Seaquarium (R$ 220 milhões), um grande aquário turístico que comporá um complexo de visitação nas proximidades das Cataratas do Iguaçu e deve atrair cerca de 1 milhão de visitantes ao ano. O empréstimo internacional tramita no Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

AGENDA DO DIA

Ainda nesta quarta-feira, o ministro Marcelo Álvaro Antônio participou da cerimônia de entrega do novo Centro de Atendimento ao Turista (CAT) de Foz do Iguaçu. Com investimentos de R$ 1 milhão do Ministério do Turismo, as obras estão concluídas e o equipamento começa a funcionar dentro de aproximadamente 30 dias, segundo previsão da prefeitura municipal.

Aproveitando a passagem por Foz do Iguaçu, o ministro participa, nesta noite, da abertura do 14º Festival das Cataratas, encontro internacional de negócios que reúne empresas e profissionais do mercado de turismo para promover negócios entre fornecedores e compradores de produtos, serviços e destinos. O evento vai até 14 de junho e deve atrair cerca de 8 mil participantes e mais de mil expositores durante os três dias de programação.

TURISMO INTERNACIONAL

Anunciados nesta terça-feira (11) pelo Ministério do Turismo, estudos estatísticos do setor revelaram que o Paraná recebeu 948 mil turistas estrangeiros em 2018, alta de 6,2% em relação a 2017 (892,62 mil). Segundo a pesquisa, realizada com cerca de 40 mil turistas de outras nacionalidades, Foz do Iguaçu é o terceiro destino brasileiro mais visitado por estrangeiros em viagens a lazer, atrás somente do Rio de Janeiro e Florianópolis. O estudo foi encomendado pelo MTur e realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE).

Imagem de Gabriel Ferraz Ferraz por Pixabay