INFLUENCIADORES DIGITAIS

Eles falam de tudo, tem opinião formada para tudo, sabem de tudo, fazem caras e bocas, tem um visual e um cenário hype, eles são os influenciadores digitais!

De corpos esculturais, ideias mirabolantes, ou de debates inúteis e opiniões vazias vive boa parte dos influenciadores digitais. Tudo nestas pessoas é fútil, é “bate-carteira”- como se dizia nos anos 90 -, ou seja, é para tomar dinheiro e neste caso tomando também seu preciso tempo, assistindo e curtindo vídeos esdrúxulos que infestam a internet, em especial no Youtube! Quando também não tentam te vender produtos milagrosos.

A proliferação da informação, que hoje não necessita de embasamento para que seja veiculada em algum lugar da internet, faz com que qualquer um diga qualquer coisa, sobre qualquer assunto, sem o necessário conhecimento sobre a coisa dita. Assim sendo, qualquer um pode dizer qualquer coisa na internet e isso ser assumido como correto.

Os influenciadores digitais, alguns considerados “deuses”, muitas vezes tem uma equipe que escreve para eles lerem no teleprompter, e seus vídeos com sucessivos cortes de edição nos mostra a sua superficialidade no assunto, quando não em vídeos “sem corte”.

Esses “profissionais” da internet, falam sobre tudo sem a preocupação de coesão de ideias, de estudos científicos, de atuação na área, apenas decidem que vão falar sobre o assunto e ponto. A partir deste ponto, de política, metafísica, terraplanismo, música, auto ajuda, filosofia, fitness, até religião (e tudo o mais que requer estudo), nos deparamos com um cardápio de bobagens homéricas na internet e com pouco cuidado, podemos acabar caindo neste tipo de armadilha…

Para dar um exemplo, um desses  “influenciadores” atribuiu toda essa revolução política vivida pelo Brasil – atualmente -, ao seu canal de Youtube(?!!!), e disse ainda que “para fortalecer o movimento político e mudar o Brasil é necessário que mais pessoas curtam o canal!“. Isso é de um maucaratísmo sem tamanho! E muito fã retardado (pleonasmo) aplaude um imbecil desse! Aliás, o alimento desse tipo é o fã retardado!

Deixo claro, que fã retardado é aquele que não questiona seu ídolo, que o copia, cita suas frases, que briga nas redes socias e fora delas em nome dele…  Mas o que faz o fã débil mental (variação do tipo) aplaudir o imbecil? Resposta: Identificação!

O fã miolo mole (outra variação) , vê no seu ídolo, um porta-voz de suas ideias, geralmente reprimidas, mas que agora tem voz, mesmo que através da boca de um imbecil que só quer faturar em cima destas ideias… Neste caso, fica a dúvida de quem é o verdadeiro imbecil?

Alguns influenciadores usam seus canais de Youtube, para falar mal de outros influenciadores, fazendo com que os fãs debiloides (mais uma!) alimentem um ódio inútil sobre pessoas que nem conhecem. Porém, o real objetivo destes influenciadores é apenas aumentar sua monetização.

Que fique claro, que nem todo influenciador digital é imbecil ou age de má-fé, apenas querendo like para monetizar. Muitos querem compartilhar experiências, ensinamentos, diversão entre outras coisas positivas.

É preciso ter cuidado com essas roubadas da internet, de pessoas formadas e algumas sem formação nenhuma, que tentam manipular pessoas com ideias pessoais, muitas sem nenhuma base científica ou empírica, apenas na “base do achismo”. Você pode defender ideias ou ideais na base do achismo, mas isso deve ser algo particular. Tentar manipular pessoas, a partir dessas ideias é que um problema de caráter.

Lembre-se: O que funciona para uma pessoa, não necessariamente funcionará para outra pessoa. Este é o princípio que refuta a auto-ajuda.

Ao se deparar com ideias absurdas ou boas demais para ser verdade, pesquise sobre o assunto para reforçar ou refutar essas ideias, e a partir daí, concordar ou discordar do fulano/fulana que tentou te vender algo.

Por JEFF Fernandes, Psicanalista em formação,Jornalista, Produtor de áudio e Locutor

 jefferson fernandes
Jefferson Fernandes
Instagram