Indústria chilena de videogames aposta no mercado brasileiro para expandir negócios na América Latina

ProChile incentiva as empresas do setor a participarem, pela primeira vez, da rodada de negócios que acontece no Brazil’s Independent Games Festival, de 22 a 26 de junho

O Chile está com importante presença no maior evento voltado à indústria de videogames da América Latina, o BIG Festival – Brazil’s Independent Games Festival, que acontece até a próxima sexta-feira (26/06). Este ano, por conta da pandemia da covid19, o festival tem formato digital e continua sendo um dos maiores pontos de encontro das pessoas que gostam e querem entender o universo dos games.

 BIG Festival – Brazil’s Independent Games Festival

Pela primeira vez, o país participa oficialmente do evento, trazendo 30 empresas chilenas desenvolvedoras de videogames para a rodada de negócios do BIG Festival, que é o maior fórum de negócios de games da América Latina, incentivada por ProChile.“A indústria de videogame chilena é reconhecida pela sua alta capacidade produtiva e está presente nos maiores mercados mundiais do setor”, diz María Julia Riquelme, diretora comercial do ProChile. “Temos convicção de que as parcerias que vierem a ser fechadas com as empresas brasileiras serão um diferencial para a consolidação do setor chileno na América Latina”, diz Riquelme

Destaque no BIG Festival de 2019

As empresas chilenas lançam dezenas de jogos no mercado anualmente, e muitos deles têm se destacado em feiras e eventos do setor. É o caso de “CyberOps”, lançado no ano passado. Produzido pela Octeto Studios e distribuído pela plataforma Steam, o jogo foi indicado nas categorias Melhor Jogo, Melhor Jogo Latino-americano e Melhor Jogabilidade no BIG Festival de 2019.

Outro exemplo de sucesso é “Cause: Voice of the Dusk”, do estúdio Niebla Games, que foi lançado por meio do Steam Early Access e da plataforma chinesa WeGame. O jogo terá traduções para espanhol, inglês e chinês, e ainda será lançada versão para o console Xbox One até o final de 2020, e o desenvolvimento de aplicativo para os dispositivos móveis.

Já a Nemoris Games foi confirmada como desenvolvedora oficial de jogos para o Nintendo Switch, o nono console da Nintendo, lançado em 2017.

O Chile, que já é um confiável parceiro do Brasil em diversos setores, como o de alimentos, bebidas, produtos orgânicos, pescados e frutos do mar, entre outros, também quer trazer sua expertise na área de videogames ao mercado brasileiro.

Games

O setor de games é o que possui maior faturamento na indústria digital e representa uma grande oportunidade para a América Latina. Dados do Global Games Market Report (2017) aponta que há 2,3 bilhões de consumidores de jogos no mundo. Destes, 234 milhões são latino-americanos, segundo ProChile.

Atualmente, a indústria chilena de videogames é composta por 69 empresas, gerando centenas de empregos e apresentando alta performance técnica e de criatividade. Diversas empresas têm capacidade para gerar produtos às plataformas robustas, como Nintendo, Sony e Microsoft, entre outras. Por ano, o setor exporta cerca de US$ 8,5 milhões em jogos e desenvolvimento de serviços.

ProChile

ProChile é uma instituição do Ministério das Relações Exteriores do Chile responsável por promover o fornecimento exportável de bens e serviços chilenos e contribuir para o desenvolvimento do país, por meio da internacionalização de empresas chilenas, da promoção da imagem do país, do investimento estrangeiro e do turismo.

Imagem de Joseph Redfield Nino por Pixabay 

Instagram