Grupo Akaer e Prefeitura de São José dos Campos fazem parceria para empregar equipamento que identifica indivíduos em estado febril

O equipamento foi desenvolvido para uso militar e agora está em fase final de calibração visando à identificação de pessoas, inclusive em aglomerações, que estejam em estado febril; câmera termal será instalada no Hospital Municipal de São José dos Campos/SP

A Opto Space & Defense, empresa do Grupo Akaer, fez uma parceria com a Prefeitura de São José dos Campos/SP para finalizar a adaptação, calibração e testes de um sistema de vigilância, desenvolvido para emprego em carro de combate em um sistema de monitoração de temperatura corporal. Esse sistema será instalado no Hospital Municipal da cidade e fará a identificação de pessoas em estado febril, um dos principais sintomas do Covid-19. A instalação do sistema ThermoScan no cenário real de operação proporcionará um ajuste fino no sistema  para atender plenamente as necessidades do cotidiano hospitalar. A instalação da câmera termal será feita nesta quinta-feira (30/04).  

A escolha por São José dos Campos se deu pela importância que a cidade tem no contexto do país, principalmente por ser um polo de tecnologia e inovação.

Opto-ThermoScan

O Opto-ThermoScan é um equipamento capaz de monitorar a temperatura corporal de um indivíduo em um grupo, a distância, sem a necessidade de intervenção de um agente da saúde e contribuirá para melhoria do processo de triagem, reduzindo a probabilidade de contágio nestes ambientes. Esse equipamento estará disponível no hospital enquanto a prefeitura tiver a necessidade.

Grupo Akaer

“O mundo está enfrentando um dos seus maiores desafios na área de saúde pública, com impactos também econômicos, com efeitos imprevisíveis que podem durar ainda um longo período. Por conta disso, o Grupo Akaer entrou no processo de busca de oportunidades concretas para ajudar o país neste momento difícil e ficamos felizes por poder ajudar com esse trabalho pioneiro em São José dos Campos”, afirmou o presidente do Grupo Akaer, César Silva.

Prefeitura de São José dos Campos

Antes de celebrar a parceria, o prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth, esteve em visita à Akaer, que fica sediada no município, para conhecer um pouco mais sobre o projeto Opto-ThermoScan, além da Hygiea Shield, uma campânula desenvolvida pela empresa para ajudar profissionais de saúde que estão lidando com pacientes infectados com a Covid-19. A Akaer desenvolveu o equipamento com o auxílio de médicos para doação e deixou o projeto livre de direitos autorais para quem quiser fabricá-lo.

Felicio Ramuth

O prefeito elogiou a iniciativa da Akaer no desenvolvimento desses equipamentos, principalmente porque a cidade poderá fazer uso deles durante o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.

“Muito bom ver que toda essa tecnologia desenvolvida pela Akaer voltada para a área de defesa agora vem com esse uso tão importante. Fico feliz de ver uma tecnologia desenvolvida aqui na cidade e que ajudará muito na área de saúde”, afirmou o prefeito Felicio Ramuth.

Saiba mais sobre a tecnologia Opto

Detalhe do Opto-ThermoScan que foi instalado no Hospital Municipal de São José dos Campos-Foto: Charles de Moura/PMSJC

Por mais de duas décadas, a Opto desenvolve soluções de imagens térmicas para aplicações médicas e de defesa. Considerando a criticidade da situação e a urgência na busca por soluções, foi elaborado um roteiro muito agressivo, a fim de preparar os produtos existentes para disponibilização a tempo da transição no final da quarentena horizontal, o que se espera que ocorra o mais breve possível.

A Opto está fazendo os últimos ajustes do Opto-ThermoScan-Sys– Concebido a partir do produto SUV (Sistema Universal de Vigilância) para Veículos de Combate em demonstração no Exército Brasileiro, para atuar como um Portal a ser usado em aeroportos, fábricas e/ou áreas críticas para identificar riscos potenciais em aglomerações e passagem de grande número de pessoas, sem necessidade de medição individual.

Funcionário do hospital usando o aparelho já em funcionamento no hospital- Foto: Charles de Moura/PMSJC

Com base neste planejamento, a Opto SD pode oferecer um número razoável de unidades em um prazo de menos de 2 meses. A partir deste prazo, teríamos a capacidade de fornecer até 100 unidades por mês, o que cobriria uma grande parcela da infraestrutura crítica estimada no país, com possibilidade inclusive de exportação. A ampla utilização destes equipamentos não teria aplicação somente neste período agudo da crise, mas também para monitorar possíveis rebotes deste mesmo coronavírus (COVID-19) em períodos subjacentes ou de outros vírus que potencialmente possam ameaçar, no futuro, a saúde de nosso povo, permitindo que medidas de contenção sejam tomadas muito mais cedo.