Governo discute abertura do mercado chinês para o etanol

O Governador João Doria e o Secretário de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira, reuniram-se com Lu Jun, presidente da China National Cereals, Oilsand Foodstuffs Corporation (COFCO), maior trading do setor agropecuário no mundo, para discutir, entre outras coisas, a abertura do mercado chinês para o etanol paulista, o aumento da exportação de proteína animal e a expansão das operações portuárias.

“Tivemos uma fantástica reunião com a COFCO, um grande parceiro comercial do Brasil. Penso que podemos aumentar os negócios com São Paulo nos próximos meses”, comentou Doria.

“Discutimos a abertura do mercado chinês para o etanol. É uma grande oportunidade, a reunião foi excelente, acredito que o Estado de São Paulo poderá crescer muito os seus negócios depois dessa reunião com a COFCO”, afirmou Junqueira.

Maior empresa de comércio exterior e processadora de alimentos do setor agropecuário, a COFCO já importa do Brasil algodão, soja, açúcar e proteína animal. A gigante chinesa COFCO tem interesse no aumento da importação de grãos do país e investir em infraestrutura para escoamento e armazenamento.

“Estamos empolgados com a capacidade e o potencial de negócios que podemos ter com São Paulo. Especialmente porque o Estado tem uma forte liderança e isso nos traz confiança”, comemorou Lu Jun.

Missão China

A Missão China é a quarta missão empresarial de São Paulo no mercado externo e a maior de todas. Em busca de investimentos para o Estado de São Paulo, o Governador João Doria, junto com um grupo de empresários e cinco secretários de Estados (Agricultura e Abastecimento, Desenvolvimento Econômico, Fazenda e Planejamento, Transportes Metropolitanos e Relações Internacionais), desembarcou no dia 5 de agosto, em Pequim onde fica até dia 11, com agenda também nas províncias de Xian e Xangai.

A missão é liderada e foi organizada pela InvestSP, a agência de promoção de exportações e investimentos do Estado de São Paulo.

Além de estimular a geração de negócios para as principais cadeias produtivas do Estado, a Missão China 2019 está levando para empresas e investidores chineses as oportunidades de investimentos disponíveis em São Paulo.  São 21 projetos disponíveis, sendo 16 de concessões e 5 de Parcerias Público Privadas, que totalizam R$ 37,6 bilhões em receitas que podem chegar aos cofres de São Paulo.

A Missão China 2019 conta com o apoio e suporte financeiros da AstraZeneca, Bank of Communications, Bank of China, CRRC, LinkLatters, Pinheiro Neto Advogados e PwC.

Foto:Governo do Estado de São Paulo