Governo de São Paulo repassa R$ 6 milhões para Barretos

O Governador João Doria anunciou nesta sexta-feira (16), durante a “Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos”, um repasse de R$ 1 milhão para a Santa Casa de Barretos.

Santa Casa de Barretos

O recurso será destinado para a compra de novos equipamentos e mobiliários para a unidade, contribuindo para fortalecer sua estrutura e, consequentemente, a assistência aos pacientes.

Este ano, o Governo do Estado já havia firmado um convênio de R$ 5,2 milhões destinados ao custeio do atendimento da unidade. Desse total, mais de R$ 1,3 milhão já foram pagos, até o momento.Além da Santa Casa de Barretos, o Governo auxilia demais serviços da região, como o Hospital de Amor e outras unidades de saúde. Neste ano, R$ 35,8 milhões já foram destinados a entidades conveniadas à pasta.

Outro recurso autorizado pelo Governador foi para recapeamento de ruas do município. Ao todo, serão repassados à prefeitura R$ 5 milhões. O município ficará responsável em selecionar as vias e contratar as obras.

“Estamos aqui pra prestigiar a Festa do Peão, mas também pra trazer duas boas notícias pra Barretos. Vamos destinar R$ 1 milhão pra Santa Casa, uma unidade de saúde muito importante pra toda o município, e R$ 5 milhões para as obras de recape da cidade”, anunciou Doria.

Bem-Estar Animal

Doria também anunciou a publicação de portaria que reconhece o “Regulamento de Boas Práticas e Bem-Estar Animal”, criado pela Confederação Nacional de Rodeios, o CNAR.

A portaria da Secretaria de Agricultura e Abastecimento foi publicada no Diário Oficial do Estado deste sábado (17)e dá a organizadores de rodeios embasamento legal para esportes com bovinos e equinos, desde que cumpram as normas para bem-estar dos animais. “Somos totalmente a favor do cuidado e do respeito com os animais. Nossa posição é a da defesa dos animais”, pontuou Doria.

A iniciativa constitui um instrumento adequado e eficaz para zelar pelo bem-estar dos animais em provas de rodeio. É um avanço para garantir que os eventos garantam segurança para o público, os animais e os atletas do rodeio.

O texto trata de itens como a proibição do uso de aparelho de choque e a obrigatoriedade de colocar os animais em áreas de descanso após a chegada na cidade do evento.

São Paulo é, tradicionalmente, o Estado que mais realiza esse tipo de evento, representando mais de 30% do total de rodeios no Brasil. Só no ano passado, os rodeios aconteceram em 275 municípios diferentes em todos os meses do ano.

Foto:Governo do Estado de São Paulo