Genpower Energy revoluciona a forma como a energia será entregue a milhões de pessoas no Brasil

“Genpower” anunciou que a CELSE (Centrais Elétricas de Sergipe) obteve da Aneel e ONS a autorização para entrada em operação comercial da UTE Porto de Sergipe 1.5GW. Este é o maior projeto de termoelétrica da América Latina em operação atualmente.
Em 21 de Março, a CELSE recebeu seu certificado de operação comercial aprovado pela ANEEL.  Isso permite as operações comerciais  na Central Elétrica de 1,5 GW da UTE Porto de Sergipe. O primeiro projeto integrado de GNL com produção de energia no Brasil, tornando o projeto  na usina termelétrica mais eficiente da América Latina. O projeto também inclui um terminal dedicado de importação e regaseificação de GNL usando o Golar Nanook, um navio tipo FSRU novo, com 170.000 m3 de armazenamento de GNL capaz de fornecer mais de 21 milhões de m3 por dia de gás natural.
O projeto desenvolvido pela “Genpower” revoluciona a maneira como a energia é entregue a milhões de pessoas no Brasil, permitindo que o país atenda à sua crescente exigência de capacidade de demanda por energia usando uma usina de grande porte alimentada por GNL, um combustível  mais limpo e confiável. Essa importante conquista facilitará a transição do Brasil para fontes de geração de energia de baixo custo, menor emissões de carbono, além de promover o uso de GNL para equilibrar e diversificar seu suprimento de energia.
Em 2015, o Projeto da UTE Porto de Sergipe, recebeu 25 anos de contratos de compra e venda de energia de 1,5 GW negociados pelo governo com as distribuidoras de energia do país, promovido pela ANEEL no leilão de energia na modalidade A-5. A usina começará agora a fornecer eletricidade a um pool de 26 empresas de distribuição de energia em todo o país até dezembro de 2044.
O início das operações da usina também desencadeou o início do afretamento da FSRU Golar Nanook, operada pela Golar LNG, por um contrato de longo prazo por 25 anos.
No ano de 2017, a “Genpower” negociou sua participação transferida para a Golar LNG, empresa sediada em Londres.

Imagem de ds_30 por Pixabay 

Instagram