Festival Virtual de Arte em São Bento do Sapucaí Música, literatura, dança, teatro, cultura popular

Em tempos de pandemia, artistas e gestores culturais reinventam as possibilidades de encontro e de produção de arte.

Situada na Serra da Mantiqueira, São Bento do Sapucaí, no interior de São Paulo, é uma cidade cheia de charme e cultura, conhecida pela famosa Pedra do Baú, cartão postal e referência para aventureiros que se divertem em escalar o pico de 1950 metros de altitude.

Entre os dias 6 e 14 de Março, a cidade abrigará o VIRTUARTE, Festival de Arte que terá entre seus convidados artistas como Chico César, Anelis Assumpção, Tetê Espíndola e Caíto Marcondes.

O belo Casarão da Pintora Adelaide, construído em 1870, em pau-a-pique e adobe, terá sets para realização de shows-live, apresentações de dança e teatro, cinema e literatura, conversas sobre gastronomia e cultura popular, transmitidos ao vivo pelo Facebook.

Gestora do Espaço de Leitura e Arte Eugênia Sereno, Vanderléia Barboza é a idealizadora e curadora do evento. “O objetivo desse formato é aproximar a realidade do palco e da produção de arte de um público que pode estar em qualquer lugar do país (ou até no exterior), seguindo todos os protocolos e as exigências da Vigilância Sanitária em relação à Covid-19”.

Lives de show locais

Além dos artistas de renome nacional, o VIRTUARTE terá uma programação intensa com cantores, instrumentistas, atores, dançarinos, artesãos e grupos locais, sempre por meio de lives.

Já na abertura, dia 6 de Março, a cidade de São Bento do Sapucaí receberá a tradicional Congada de São Benedito, também conhecida como “Congada da Dona Luzia”. A matriarca da família, falecida em 2018, aprendeu com a avó materna, Silvéria, os cantos e danças do cortejo da cultura afro-brasileira que ensinou a filhos e netos.

No domingo, 7/3, a programação começa com a live dos Catireiros da Mantiqueira e segue com a apresentação da Cia Bola de Meia. Os Catireiros apresentarão o espetáculo Maior que a Saudade com clássicos do repertório sertanejo e da dança catira, repletos de tradições locais. Na sequência, os artistas da Cia Bola de Meia realizam a intervenção literária musical Bicicleta Poeta,

caracterizados à moda antiga, tocando instrumentos e cantando, trazendo com eles uma bicicleta retrô. A intervenção propõe uma viagem no tempo para poetizar o cotidiano.

Raízes da Roça é o nome da apresentação da dupla Campo Belo & Companheiro, que com 40 anos de estrada trará clássicos da música sertaneja. Naturais de São Bento do Sapucaí, aprenderam com a família o valor das coisas da roça e a alegria de cantar modas para animar antigas rezas de São João.

Forró à Mineira é o quarteto que mistura baião com o tempero mineiro, como o próprio nome sugere. Vozes do Nordeste é uma homenagem aos artistas e à cultura daquela região.

Temas de filmes são o mote da banda Jukebox de Dayvid Benner. No set list, canções de Lisbela e o prisioneiro, Uma Linda mulher e Casa Blanca, dentre outros.

Quintal Instrumental será a apresentação do Quatrium – Quarteto de Violões, criado para difundir a obra de compositores brasileiros como Matias da Rocha e Nabor Pires Camargo.

Reencanto será o solo do violonista Felipe Gueri com releituras da MPB.

Gastronomia e reflexão

Mas não apenas de shows musicais será feito o VIRTUARTE. De 7 a 14 de Março, o Casarão da Pintora Adelaide será palco também de entrevistas, encontros, apresentações de teatro, de circo e de dança.

No sofá da Adelaide é um quadro de entrevistas com mulheres da Serra da Mantiqueira: artistas, artesãs e empreendedoras falando de suas experiências profissionais e pessoais, na semana que homenageia o Dia Internacional da Mulher. Na abertura, Vanderléia Barboza entrevista Maria Cipriano, conhecida como Dona Mariinha, célebre bordadeira de São Bento do Sapucaí.

Outro quadro programado vai dar água na boca dos internautas: Sabores e Segredos da Serra reunirá um chef da gastronomia nacional ou local em entrevista com a chef Ariadine Rumie. De entrada, Saiko Desu, nascida em Tóquio, formada no Le Cordon Bleu dessa cidade e no de Paris, trabalhou na França e depois no Brasil em consagrados restaurantes. No D.O.M, foi chef de confeitaria, no Attimo conquistou a primeira estrela Michelin no Brasil e em 2017 foi eleita Best Pastry Chef dentre os 50 Melhores da América Latina. Atualmente, Saiko Desu leciona na Le Cordon Bleu de São Paulo.

Piruetas, malabares, canto e capoeira fazem parte de Altissonante, espetáculo-solo da artista circense Lu Menin, integrante do consagrado Circo Zanni.

As brincadeiras e manifestações da cultura tradicional local são tema dos fragmentos do espetáculo Foliar: Heranças de lá pro povo de cá da Cia Baú de Folias, de São Bento do Sapucaí.

Dança do ventre, flamenco e danças regionais espanholas farão parte da programação com a participação das artistas Lívia Vieira e Sabrina Rosa, de São Bento do Sapucaí. A atriz mexicana, residente no Brasil, Dania Inayeh Gudiño apresentará o espetáculo Catrina: Dia dos Mortos com a personagem folclórica de seu país de origem.

O cinema entra em cena no bate-papo entre Liz Martins e Thunder Dellú. Liz é cineasta, atriz e escritora. Filha do memorável Zé do Caixão, criou e interpreta a personagem Liz Vamp. Josemar Rocha Dellú é compositor, escritor e

utiliza o pseudônimo “Thunder Dellú” nos trabalhos literários. Lançou, em 2016, o primeiro livro de contos de terror intitulado Além do Vale do Terror e da Imaginação e em 2019 o primeiro romance, As Pirâmides Revolucionárias, editora Telucazu.

A prosa sobre a sétima arte continua com Cinema: A Figura da Mulher na Produção Cinematográfica com o cineasta Well Darwin e a atriz Tuna Dwek.

Oportuna e importante será a reflexão de Tatiana Assadi, doutora em Ciências Médicas e pós doc em Psicologia Clínica, e o artista plástico Nelson Screnci sobre o tema Comportamentos na Pandemia e o Papel da Arte.

VIRTUARTE

Quando:      de 6 a 14 de Março

Onde: Casarão da Pintora Adelaide

R. Pintora Adelaide Azevedo Mello, 306 São Bento do Sapucaí

Transmissão: Facebook

Acesso:  Livre

Instagram