EUDÓXIA DE BARROS, A GRANDE DAMA DO PIANO BRASILEIRO, FAZ NESTE SÁBADO RECITAL NO TORIBA

Toriba, hotel mais musical de Campos do Jordão, tem neste sábado, 2 de Março, uma apresentação das mais especiais. Quem volta à Sala da Lareira do hotel é Eudóxia de Barros, a grande dama do piano brasileiro.
O programa, apenas com obras brasileiras, foi elaborado pela pianista levando em conta que o recital vai acontecer no sábado de Carnaval. Começa com “Ó abre alas”, de Chiquinha Gonzaga – composição de 1899 que é considerada a primeira marcha carnavalesca da história – e tem depois mais vinte peças, quase todas elas “buliçosas”, de compositores como Eduardo Souto, Zequinha de Abreu e Ernesto Nazareth.

Domínio técnico e concepção estética – Eudóxia de Barros é verdadeiramente uma lenda da música erudita brasileira. Dona de extenso e premiado currículo, tem mais de sessenta anos de carreira e mais de três dezenas de discos gravados. Conjuga o domínio do instrumento do ponto de vista técnico com uma concepção estética da interpretação pianística que se identifica perfeitamente com a música brasileira.
Grande defensora da nossa música, a pianista é reconhecida pela divulgação de autores nacionais, e por levar a música erudita brasileira aos mais diversos pontos do Brasil. É membro da Academia Brasileira de Música (desde 1989) e presidente do Centro de Música Brasileira, entidade criada em 1984 que se ocupa da defesa e difusão da música erudita brasileira.
Eudóxia de Barros tem quase uma centena de obras dedicadas a ela por alguns de nossos mais importantes compositores eruditos. Foi a primeira intérprete a executar no Brasil o “Concerto nº 1” de Heitor Villa-Lobos, isso quando tinha 16 anos. Um dos compositores a quem mais se dedicou foi Ernesto Nazareth. Tornou-se uma de suas principais intérpretes e é referência obrigatória quando o assunto é este compositor carioca
.

EUDÓXIA DE BARROS
Música brasileira para piano

P R O G R A M A

  • Chiquinha Gonzaga – Ó abre alas
  • Osvaldo Lacerda – Marchinha (da “Brasiliana n° 10” – dedicada a Eudóxia de Barros)
  • Eduardo Souto – Tatu subiu no pau
  • Chiquinha Gonzaga
    • Lua branca
    • Gaúcho
    • Atraente (polca)
  • Eduardo Souto
    • O despertar da montanha (tango)
    • Um baile em Catumby (choro para mãos cruzadas)
    • Do sorriso da mulher nasceram as flores (tango)
    • Um choro na Praia Grande (para mãos cruzadas)
    • Puladinho
  • Edino Krieger – Choro manhoso
  • Marcelo Tupinambá – Tristeza de caboclo
  • Zequinha de Abreu
    • Soluçar de um coração (valsa sentimental)
    • Sururu na cidade
    • Tico-tico no fubá
  • Ernesto Nazareth
    • Batuque
    • Sustenta a… nota (tango)
    • Coração que sente (valsa)
    • Odeon (tango)
    • Apanhei-te, cavaquinho (polca)
 
Sábado, 2 de Março, 19 horas
HOTEL TORIBA / Sala da Lareira

Av. Ernesto Diederichsen 2962, Campos do Jordão, tel. (12) 3668-5000

INGRESSOS GRATUITOS
para hóspedes do hotel e clientes do Terraço  Panorama, do Bar Vindima e dos restaurantes Pennacchi e Toribinha Bar & Fondue

Duração: 60 minutos

Indicação etária: Livre

Eudóxia de Barros – Foto Regina de Jesus
Gostou, Compartilhe!
Show Buttons
Hide Buttons