Escreventes da região de Bauru lançam livro sobre gestão e administração de cartório judicial

Compilação traz pesquisas realizadas pelos servidores.

Buscando melhorar seu desempenho nas atividades cartorárias, servidores da 3ª Região Administrativa Judiciária (RAJ) – Bauru fizeram o curso de MBA em Administração de Cartório Judicial na Faculdade Anhanguera, com duração de 18 meses. A experiência foi tão satisfatória que, ao final, seus trabalhos de conclusão de curso deram origem ao livro “Gestão e Administração de Cartório Judicial – Possibilidades e perspectivas”, lançado pela editora Appris em abril deste ano.

“Trata-se de um trabalho elaborado por servidores objetivando a melhoria da prestação jurisdicional”, afirma Luiz Renato Somaglia Albino, da Unidade de Processamento Judicial (UPJ) de Bauru, um dos 13 escreventes que concluíram o curso.

A obra mostra a importância das pesquisas no âmbito do Judiciário, já que os autores são funcionários públicos com vasta experiência nas atividades de cartório judicial. São servidores das comarcas de Iacanga, Piratininga, Pirajuí e Bauru, sede da RAJ. Os textos levam a reflexões sobre as estratégias de comunicação e gestão para alcançar mais produtividade nos cartórios. Também tratam a questão das mídias digitais e da internet, que se tornaram essenciais para o avanço e agilidade da prestação jurisdicional, além de contribuir para que o Tribunal mantenha práticas sustentáveis com relação ao meio ambiente. Por fim, ressaltam a importância da motivação e do papel do escrevente enquanto líder.

O público-alvo dessa compilação são funcionários dos cartórios nas esferas estadual e federal, alunos de Direito e todos que desejam conhecer o papel do servidor público no Judiciário. O livro foi organizado pelos professores José Anderson Cruz e Michelle Godoy de Mattos, da Faculdade Anhanguera de Bauru.

 

N.R.: texto originalmente publicado no DJE de 6/6/18.

 

Comunicação Social TJSP – DM (texto) / Divulgação (fotos)

Gostou, Compartilhe!
Show Buttons
Hide Buttons