Escolas Estaduais poderão ter a presença de cães em sala de aula

Os animais de estimação conseguiram uma façanha importante: deixaram os quintais das casas para ocupar lugar de destaque nas famílias brasileiras. Hoje eles integram os lares e ajudam no desenvolvimento emocional de crianças e adolescentes.

Por meio da Terapia Assistida por Animais – TAA, cães ajudam no tratamento de pessoas com diversas enfermidades. Em alguns casos, eles agem de forma mais rápida do que muitos medicamentos e sem efeitos colaterais. Pessoas que demorariam meses para alguma reação, quando estimuladas por cães apresentam reflexos mais rapidamente.

Por este motivo, a deputada Leticia Aguiar apresentou o PROJETO DE LEI Nº 853, DE 2019 que institui o projeto “AMICÃO”, que tem como objetivo realizar ações que contribuam com o aprendizado nas redes pública e particular de Ensino do estado de São Paulo.

Com o projeto, o Governo do Estado poderá adicionar uma disciplina na grade curricular das escolas em que serão ministrados conhecimentos relacionados com a proteção dos animais, contando com a presença de um bicho de estimação em sala de aula: “Entendemos que a presença desses novos integrantes em sala de aula é importante para convívio dos alunos e contribuirá para que alunos com Síndrome de Down; Déficit de Atenção; Autistas ou algum retardamento de desenvolvimento sintam-se incluídos dentro da comunidade estudantil e utilizem essa nova disciplina como uma espécie de tratamento e acompanhamento complementares”, declarou a deputada.

A iniciativa já é desenvolvida em outras unidades da federação, com resultados excelentes: com o nome de “Cãolega”, em Recife – Pernambuco, o projeto tem conseguido destaque por criar uma nova sinergia na comunidade educacional.