Em tempos de instabilidade, é hora de migrar o dinheiro da poupança para renda fixa

Alta do dólar e constante crise política e econômica fazem investidores do Vale do Paraíba abandonarem a poupança e investirem em renda fixa, as debêntures são uma das mais procuradas. Os investidores têm buscado cada vez mais por investimentos que unam segurança e rentabilidade superior a oferecida pela poupança. A Plátano Investimentos de São José dos Campos, aumentou o atendimento para estas pessoas que estão migrando da poupança para a renda fixa na ordem de 70%.


Segundo dados do Banco Central, maio desse ano registrou mais saques do que depósitos em poupanças em um total de R$718 milhões. Nos cinco primeiros meses de 2019, os saques superaram os depósitos em poupança em quase 17 bilhões de reais.

“A poupança deixou de ser a queridinha de boa parte da população que adquiriu mais conhecimentos sobre investimentos. E seguindo o perfil conservador, estas pessoas se arriscam em aplicar em ativos de renda fixa, como é o caso das Debêntures. E este tipo de investimento vem se tornando cada vez mais popular. No Reino Unido, as debêntures já existem há mais de 500 anos”, aponta Paulo Naressi, sócio da Plátano Investimentos.


Debêntures são títulos emitidos por empresas a um preço pré-determinado, e têm como objetivo a captação de recursos para futuros investimentos. Ou seja, o investidor passa a ser credor da instituição, recebendo os juros periódicos do investimento e o pagamento principal.


Para as empresas, emitir debêntures é muito mais vantajoso do que contrair empréstimos junto a instituições bancárias. Para o investidor, as aplicações em debêntures podem ser mais atrativas do que outras da mesma modalidade de renda fixa, por poderem apresentar uma melhor rentabilidade. 


“Com a trajetória de baixa nas taxas de juros e inflação, investidores valeparaibanos têm procurado assessorias de investimentos com o objetivo de fugir da instabilidade do dólar, mantendo uma posição de segurança dos seus investimentos em meio a constantes guerras envolvendo o congresso e o poder executivo”, comentou o assessor de investimentos e economista Gustavo Neves.


Só em São José dos Campos há mais de R$3,5 Bilhões em aplicações na caderneta de poupança, Taubaté possui R$1,6 Bilhões, Jacareí R$900 Milhões e Caçapava mais de R$390 Milhões, quantias que com a atual taxa de juros fixada em 6,5% ao ano, possuem uma correção anual, pela norma em vigor, limitada a 70% da taxa Selic, mais a TR (Taxa Referencial). Ou seja, em torno de 4,5% ao ano, e por isso o valor investido na caderneta de poupança é corroído pela inflação.


Hoje, são oferecidos quatro tipos de debêntures: Simples, incentivadas, conversíveis e permutáveis, cada uma com uma especificidade e objetivos. 

Plátano Investimentos

 Av. Cassiano Ricardo, 319, sala 2106. Ed. Pátio das Américas. Jardim Aquarius. (12)3322-8916