Em reunião mediada por Kiko Sawaya, Felicio Ramuth diz que espera reabertura de bares e restaurantes em 10 de julho em São José

Durante encontro promovido pelo Desenvolve Vale nesta segunda-feira (29), o prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB), afirmou que a cidade espera entrar na fase amarela do Plano São Paulo a partir da próxima avaliação do governo estadual, prevista para o dia 10 de julho. A medida permitiria que bares e restaurantes do município retomasse as atividades.

Kiko Sawaya

Em reunião mediada pelo coordenador do grupo, Kiko Sawaya, o prefeito disse que a cidade alcançou o pico da doença e a tendência daqui para frente é a estabilidade dos números. “O auge aconteceu há cerca de 10 dias. No último sábado, completamos 48 horas sem óbito”, disse.

Prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB)

De acordo com o prefeito, a crise econômica causada pela pandemia do coronavírus atingiu fortemente a receita do município. A queda esperada para este ano está na casa dos R$ 140 milhões. Felicio espera receber R$ 70 milhões do socorro do governo federal, valor que compensaria metade das perdas.

“Nossa capacidade de investimentos não foi alterada pois a administração economizou cerca de R$ 100 milhões, o que nos concedeu esta folga mesmo na situação de crise.”

O prefeito ainda comentou sobre a situação de algumas das maiores representantes do polo industrial da cidade. De acordo com ele, a Embraer, apesar da situação grave com crise econômica e o rompimento com a Boeing, traz boas notícias quanto à manutenção dos empregos. 

Já sobre a GM, que em março de 2019 havia anunciado um investimento de até R$ 6 bilhões na planta de São José, Felicio afirmou que a empresa não recuou do investimento, mas também não estabeleceu uma nova previsão de data. 

Oportunidades

De acordo com o prefeito, a cidade tende a se beneficiar com uma nova relação com o trabalho, que deve se consolidar no pós-pandemia: o home office. Sem a necessidade de estar presente no local de trabalho, aponta-se que muitos trabalhadores deixem a capital em busca de cidades com melhor qualidade de vida.

“Precisamos aproveitar a oportunidade para atrair empreendedores de fora da cidade. Os municípios com melhor qualidade de vida devem se destacar neste movimento de trabalho remoto. A cidade pode atrair pessoas para morar e movimentar a economia aqui. Para isso, é preciso de união entre a iniciativa privada e a prefeitura”, afirmou.

Volta às aulas

O prefeito ainda afirmou não ver problemas para a cidade se adequar aos protocolos do governo estadual, que estipulou para o dia 8 de setembro a volta às aulas. Segundo Felicio, se fosse possível, a cidade já estaria pronta para voltar em agosto.

“A prefeitura já comprou os equipamentos necessários para o retorno das aulas, incluindo máscaras para crianças. Já temos um protocolo interno para a cidade, que será publicado assim que as aulas forem liberadas”, explicou Felicio.

Fechamento aos fins de semana

Durante a reunião, o prefeito salientou que a medida do fechamento do comércio não essencial aos finais de semana foi educativa. De acordo com Felicio, a situação da cidade é a melhor do estado entre os municípios com mais de 400 mil habitantes.

“Nossos números são os melhores entre as maiores cidades do estado, e nossa rede de saúde apresenta porcentagem de ocupação considerada baixa em relação a outras regiões. São José, por exemplo, tem 30 respiradores sobrando. Mas, precisamos educar a população para que não saia de casa, a não ser que seja necessário.”

Adiamento das eleições

O projeto que tramita na Câmara dos Deputados e prevê o adiamento das eleições municipais para o dia 15 de novembro sofreu críticas do prefeito durante a reunião. Para Felicio, o adiamento da data não traz segurança aos eleitores e pode complicar a vida dos prefeitos eleitos.

“É uma irresponsabilidade. O prefeito eleito terá praticamente 15 dias para escolher secretários, arrumar as contas. Isso vai ser terrível. Fora que a eleição é uma injeção na economia da cidade, já que os candidatos usam os serviços do comércio para imprimir  materiais de campanha, entre outras compras.”

Kiko Sawaya
Kiko Sawaya-Foto:Divulgação

Desenvolve Vale

O Desenvolve Vale é uma plataforma de negócios voltada ao desenvolvimento sustentável da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte. Tem como conselheiros algumas das principais lideranças empresariais com atuação na região, dos mais variados setores, que colaboram na organização e execução de uma agenda voltada aos interesses econômicos da comunidade valeparaibana. O Desenvolve Vale tem como missão promover relações empresariais e valorizar a importância dos setores produtivo, industrial e de serviços no desenvolvimento sustentável das cidades, sempre defendendo a ética, os princípios democráticos e a eficiência na gestão pública e privada. O Desenvolve Vale é coordenado por Kiko Sawaya.

Instagram