Edifício da Bolsa Oficial do Café, em Santos, recebe obras de conservação e manutenção das fachadas

Símbolo do ciclo do café, quando o Brasil chegou a produzir 75% do grão produzido no mundo, o Edifício da Bolsa Oficial do Café, em Santos (SP), vai passar por um serviço de recuperação e manutenção das fachadas. Com investimentos de R$ 2,8 milhões, as intervenções se iniciaram em setembro e estão previstas para durar oito meses.

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) – autarquia vinculada à Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo – aprovou o projeto executivo das obras. O Ministério Público de São Paulo e a Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo designaram os recursos para custear as intervenções.

Torre do Relógio

A recuperação vai contemplar a Torre do Relógio, bem como todas as fachadas do edifício, localizadas nas Ruas XV de Novembro, Frei Gaspar e Tuiuti. O serviço se desdobra em diferentes etapas: após a limpeza, a remoção de vegetação e da crosta negra, a estabilização de revestimentos e de elementos artísticos darão continuidade aos trabalhos.

Inaugurada em 1922, a Bolsa foi construída para centralizar e organizar as operações cafeeiras. A edificação apresenta estilo arquitetônico eclético e decoração rica em detalhes. O edifício foi tombado pelo Iphan em 2012, com a inscrição nos Livros do Tombo Histórico e das Belas Artes.

Edifício da Bolsa Oficial do Café

Edifício da Bolsa Oficial do Café

Entre os ambientes do imóvel destaca-se a imponente sala dos pregões públicos. O espaço é ornamentado por três obras idealizadas e executadas pelo pintor Benedicto Calixto. Completa o conjunto um vitral que resgata a história de Santos desde a sua fundação como vila.

Atualmente, o monumento abriga o Museu do Café, um dos principais pontos turísticos da cidade. As exposições deste equipamento cultural contam a trajetória do grão no Brasil e no mundo, desde o plantio em fazendas até o consumo pelos apreciadores da bebida.

Museu do Café

Durante as obras, o Museu do Café continua aberto para visitações, de quinta a domingo, das 11h às 17h. Cabe destacar que medidas de prevenção contra o novo coronavírus (covid-19) estão sendo adotadas para garantir a segurança dos visitantes.

Instagram