ECO estreia em São Paulo no Sesc Avenida Paulista

Espetáculo de dança une dois solos independentes dirigidos por Alejandro Ahmed e Renato Turnes na interpretação de Karin Serafin

ECO é um afeto remix, uma experiência de auto reconhecimento, uma manifestação no tempo daquilo que a memória guarda, é a dança esculpida pelo modo como o corpo responde a necessidade de continuar. Dois solos independentes, dirigidos por Alejandro Ahmed e Renato Turnes, se encontram e se relacionam no modo de existirem: o corpo da intérprete.

Em prosseguimento à pesquisa sobre dança contemporânea do Sesc Avenida Paulista, o espetáculo ECO traz à cena a experiência mais recente de Karin Serafinde 6 a 9 de junho. Este trabalho que investiga o corpo considerando-o a “casa” para as imitações, repetições, recordações, vestígios e memória acontece em um único ambiente dividido em dois processos de interpretações que trazem a complexidade sobre o corpo de Karin.

As experiências vivenciadas com cada um dos diretores deram origem cada qual a uma investigação independente, definindo seus próprios territórios de ação, materiais, e histórias…
A escolha de trabalhar com Alejandro Ahmed e Renato Turnes em ECO se dá por estes fazerem parte da sua história de vida, recordações, afetos e trabalho.

Para Alejandro Ahmed ECO é “uma manifestação no tempo daquilo que a memória guarda. O que a memória recria para deslocar o presente pelos afetos que nos movem. É a dança esculpida pelo modo como o corpo responde a necessidade de continuar. Uma dança para estabelecer na permanência, as mudanças presenciais do porque estar ali. A resposta do tempo a tudo aquilo que agencia o esquecimento”.

Para Renato Turnes Eco é “o desfile de um corpo que range. É arrastar-se sobre os rastros das memórias de ossos e músculos. Um não-som percorrendo uma linha suspensa entre dois pontos de fuga. Um fôlego de desistência e uma ficção de recomeço. É exibir o silêncio da pele diante do afeto do tempo”.

Karin é bailarina há 30 anos, junto com Alejandro Ahmed integra o Grupo Cena 11 desde a sua fundação participando de todos os trabalhos desenvolvidos pela Cia. Em parceria com Renato Turnes – como intérprete criadora – desenvolveu os trabalhos: “Eu faço uma dança que a minha mãe odeia” e Parte da paisagem”.

Ficha Técnica

Coreografia e interpretação: Karin Serafin

Direção: Alejandro Ahmed e Renato Turnes

Desenho de luz: Alejandro Ahmed e Renato Turnes

Figurino: Karin Serafin

Acessórios para microfone e corpo: Maurício Magagnin

Fotografia: Cristiano Prim

Técnico de som: Eduardo Serafin

Equipe técnica de luz: Edmar Nascimento (Careca), Maurício Pereira e Jonael Soares

Arte gráfica: Gabi Bresola

Assistentes produção: Luana Leite

Apoio: Associação Cultural Arte.Dança

ECO

Quando: De 6 a 9 de junho de 2019. Qui. a sáb., às 20h30. Dom., às 17h30.

Classificação: 16 anos.

Duração: 50 minutos.

Local: 13º andar – Arte II.

Lotação: 50 lugares.

Ingressos: $20, $10 (meia) e $6 (credencial plena).

SESC AVENIDA PAULISTA

Avenida Paulista, 119, Bela Vista, São Paulo

Fone: (11) 3170-0800

Transporte Público: Estação Brigadeiro do Metrô – 350m

Horário de funcionamento da unidade:

Terça a sábado, das 10h às 22h.

Domingos e feriados, das 10h às 19h.

Horário de funcionamento da bilheteria:

Terça a sábado, das 10h às 21h30.

Domingos e feriados, das 10h às 18h30.

Site: sescsp.org.br/avenidapaulista

Facebook: facebook.com/sescavpaulista 
Instagram: @sescavpaulista

App Sesc Avenida Paulista: disponível para download gratuito em celulares e tablets no endereço sescsp.org.br/avenidapaulista