DieselBank lança conta digital para caminhoneiros

A fintech tem a meta de se consolidar como o “banco” desses profissionais que movem o país

A fintech, DieselBank, anuncia a conta digital totalmente desenvolvida para melhorar a vida financeira dos motoristas de caminhão. Para viabilizar essa prerrogativa, o Diesel Bank trouxe os caminhoneiros para dentro do time desde a concepção da ideia, por intermédio de encontros presenciais em postos de combustíveis e de um grupo de WhatsApp, chamado “Amigos do DieselBank”.

“Amigos do DieselBank”

Para entender o impacto do DieselBank nessa categoria, é necessário recorrer aos dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), ao estimar a frota brasileira de caminhões em 1,941 milhão de unidades. Do total, cerca de 703 mil veículos são de caminhoneiros autônomos. O consumo de diesel é o item que mais pesa na conta desses trabalhadores, sendo que muitos gastam mais de R$ 30 mil por mês em combustível.

“Nós identificamos uma oportunidade de impactar os motoristas, melhorando a vida financeira deles e das famílias. Desenvolvemos uma solução justa, econômica e capaz de contribuir para a segurança deles”, explica Lucas Rodolfo, um dos fundadores do DieselBank. Ao buscar entendimento dessa realidade, Rodolfo percebeu que, mesmo proibida desde 2010, a carta frete continua circulando na categoria, combinada aos pagamentos em cheques, que podem não ter fundos, e em dinheiro em espécie, aumentando os riscos de roubos.

Com a conta digital do DieselBank, os caminhoneiros estão isentos de tarifas em transferências bancárias, na emissão de boletos e podem fazer gratuitamente três saques mensais na rede Banco24Horas. O DieselBank também não cobra qualquer tipo de mensalidade ou anuidade.

“Na hora de negociar o frete, o motorista pode indicar nossa conta digital para receber pelo transporte. Assim que a transportadora efetua o pagamento, o dinheiro estará disponível na conta e sem cobranças de tarifas”, detalha Rodolfo ao enfatizar dois diferenciais: não há cobrança de nenhuma tarifa da transportadora e o dinheiro do motorista não fica retido em um cartão frete.

Caminhoneiros

Outro benefício do DieselBank para o caminhoneiro é o cashback (dinheiro de volta). A cada abastecimento de diesel, ele recebe até R$ 0,10 de volta por litro de combustível. O valor entra imediatamente no saldo da conta digital.

O DieselBank foi concebido junto com os caminhoneiros, sanando “as dores” deles relacionadas aos bancos tradicionais. “Nos processos de desenvolvimento das telas do aplicativo, utilizamos aparelhos semelhantes aos usados pelos motoristas e testamos toda a interface”, conta Larissa Ferreira, gerente de produtos da fintech. De acordo com ela, toda a experiência do usuário foi elaborada com os caminhoneiros e as funcionalidades garantem que eles tenham todos os serviços financeiros no celular, sem a necessidade de comparecer a uma agência bancária. Desde 2019, ela participa do grupo “Amigos do DieselBank”, ouvindo os motoristas e desenvolvendo junto com eles as ideias para a conta digital.

De onde vem a monetização do DieselBank?

Há dois caminhos para monetização do DieselBank. O primeiro é pelo uso do cartão em qualquer estabelecimento, mediante um percentual pago pelo banco emissor. O outro caminho é por intermédio dos postos de combustíveis, que pagam uma taxa de administração de 0,5%, conforme o motorista paga pelo abastecimento, utilizando o aplicativo DieselBank.

O posto de gasolina também possui um sistema para o gerenciamento dos pagamentos e, ao aderir à plataforma, não há taxa de instalação ou adesão, diferente do que acontece entre os concorrentes. A novidade na proposta é que o posto tem a liberdade de escolher qual a porcentagem de cashback (dinheiro de volta) que o DieselBank disponibilizará aos caminhoneiros, como crédito em dinheiro, no saldo da conta digital.

Outro diferencial para os postos credenciados é o recebimento dos créditos das vendas em um dia útil (D+1), além de pacotes de benefícios de acordo com a porcentagem de “dinheiro de volta” escolhida.

 DieselBank

Sediada em Campinas (SP), a fintech teve início em 2019, quando os três sócios conduziram pesquisas de campo para identificar oportunidades de negócios no segmento de logística. Lucas Rodolfo inclusive trabalhou como frentista em um posto de combustível e realizou diversas entrevistas.

Ao perceber a complexidade dos desafios enfrentados pelos caminhoneiros, os sócios decidiram se aproximar desses profissionais para pensar qual solução poderia atendê-los. O DieselBank é uma empresa-filha da Unicamp – com nove membros na equipe atualmente, sete são alunos da Universidade.

Instagram