DiDi, dona da 99, atinge 50 milhões de corridas diárias no mundo

A Didi Chuxing (“DiDi”), líder mundial do setor de aplicativos mobilidade urbana e conveniências e dona da 99 no Brasil, atingiu a marca histórica de 50 milhões de corridas na última terça-feira, 25. O número inclui os deslocamentos feitos em todos os 10 países em que a companhia atua e considera corridas por bikesharing, táxi, carros particulares, serviço de carona e de entregas.

No Brasil, a 99 está presente em mais de 1.600 cidades e conta com uma base de 20 milhões de usuários. A empresa vem registrando um aumento no número de corridas, já chegando a 85% do nível pré-pandemia, em partes puxada pelas classes C/D que ampliaram o uso da plataforma em busca de opções mais acessíveis e que evitam a aglomeração. Em São Paulo, por exemplo, o quartil de renda mais baixa ampliou 32% o uso do app na comparação entre fevereiro e julho deste ano.

99

Por isso a 99 lançou novos produtos para contribuir com a geração de renda dos condutores parceiros e oferecer viagens que permitam o acesso seguro neste momento de reabertura das cidades, como o 99Poupa, serviço de corridas em horários de baixa demanda até 30% mais baratas e que possibilita um incremento de renda para o motorista de até 17%; o 99Entrega, categoria de entregas de objetos pessoais; e a 99Pay, a primeira carteira digital do segmento de ride-hailing no país.

Didi Chuxing (“DiDi”)

O marco histórico da DiDi faz parte da estratégia de negócios da empresa prevista para os próximos três anos. Anunciada em abril, o plano “0188”, como foi denominado, estabelece quatro metas até 2022:

• Manter a iniciativa contínua de empenhos por um futuro sem grandes incidentes de segurança e proteção;

• Chegar a 100 milhões de viagens diárias em seus mercados mundiais;

• Conquistar uma taxa de alcance de 8% do mercado total de mobilidade urbana na China;

• Atingir 800 milhões de usuários ativos mensais no mundo.

Atualmente, a DiDi conta com serviços de mobilidade urbana, alimentação e entrega em 10 países: China, Austrália, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Japão, Panamá, México e Rússia. Em 2019, a companhia registrou mais de 1 bilhão de corridas em seus mercados fora do territórios chinês.

Durante a crise do coronavírus, criou iniciativas para apoiar a retomada econômica em seus mercados, tanto doméstico como internacionais, o que resultou na recuperação dos níveis de viagens pré-Covid em junho de 2020 na China. E, como parte de seu plano de expansão, a Rússia é o primeiro país europeu em que a DiDi lança seus serviços, com operações iniciadas nesta semana.

Instagram