Deputado André do Prado participa de entrega da Unidade Mista de Saúde de Igaratá

O parlamentar foi quem intermediou a reforma e ampliação do espaço junto à Sabesp

     O deputado estadual André do Prado participou neste sábado (15), da entrega da Unidade Mista de Saúde (UMS) Antonia Ramos Prianti, em Igaratá. Foi ele quem intermediou os serviços de reforma e ampliação pelas quais o espaço passou. As obras foram uma contrapartida da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) para a interligação das represas Jaguari-Atibainha. Estiveram na cerimônia o prefeito Celso Palau, o ex-prefeito Elzo Arantes, o secretário de Estado de Saneamento e Recursos Hídricos, Ricardo Borsari; o superintendente de Gestão e Empreendimento da Sabesp, Silvio Leifert, acompanhado pelo superintendente da Unidade do Vale do Paraíba, Augusto César Leme.

     O investimento nas obras foi de R$ 3,6 milhões. A unidade deve contar com atendimentos nas áreas de clínica geral, pediatria, ginecologia, odontologia, fonoaudiologia, além de realizar exames de raio-x, espaço para coleta de sangue, curativos, entre outras atividades. A estimativa é de três mil atendimentos / mês.

     O parlamentar estadual avalia a nova unidade e relembra as etapas para que a conquista fosse possível. “É um equipamento moderno, amplo, com mais capacidade de atendimento e preparado para atender a população de Igaratá que não vai mais precisar recorrer ao sistema de saúde pública de outras cidades para buscar atendimento em áreas importantes. Tudo isso é um processo que começamos lá atrás quando mostramos à Sabesp que o município precisava de contrapartidas em relação à operação da empresa por aqui”, comentou.

     A primeira reunião foi em 29 abril de 2015, quando o parlamentar, ao lado do ex-prefeito Elzo Arantes, foi até a Diretoria de Sistemas Regionais para tratar sobre as obras de transposição. Em 13 de agosto foi assinado o termo de compromisso da Sabesp com a Prefeitura de Igaratá. Em 2 de outubro do mesmo ano tiveram início as obras da interligação das represas. Em 29 de janeiro e 8 de março de 2016, o parlamentar esteve na Sabesp e na Secretaria de Estado do Meio Ambiente para reforçar o pedido para início da reforma e ampliação da UMS e outras contrapartidas. Em 4 de maio de 2017, os serviços começaram.

     O ex-prefeito Elzo fala sobre a obra. “É um equipamento que faz a diferença porque representa referência no atendimento de saúde pública de Igaratá por isso batalhamos com o deputado André do Prado, que foi fundamental para que esta obra acontecesse”, disse.

     Outras contrapartidas estão previstas. Uma delas é a construção da Unidade Básica de Saúde (UBS) no bairro Boa Vista, implantação de redes de abastecimento de água em diferentes bairros e coleta de esgoto no Rosa Helena.

      A interligação Jaguari-Atibainha, que gerou os investimentos em Igaratá, teve um investimento de R$ 555 milhões transfere água de duas bacias distintas (Jaguari, em Igaratá, no Vale do Paraíba) e Atibainha (Nazaré Paulista), que integra o Sistema Cantareira. A água percorre quase 20 quilômetros por adutoras e túnel. A capacidade de transferência é de 5.130 litros por segundo (l/s) da Jaguari para Atibainha e de até 12.200 (l/s) no sentido contrário, segundo informações da Sabesp.

Foto:Divulgação