Daniel Homem sobre Saúde Comunitária

Uma comunidade saudável beneficia todas as pessoas nela. E a saúde da comunidade Daniel Homem de Carvalho é um meio de se conseguir uma comunidade saudável.

O campo da saúde pública visa proteger e melhorar a saúde abordando as estruturas e sistemas que definem um lugar – e apoiando as pessoas que moram e trabalham lá a fazerem escolhas saudáveis. Os problemas são estudados, os dados são coletados e os recursos são reunidos para ajudar a resolver esses problemas.

A saúde comunitária está sob o guarda-chuva da saúde pública, trazendo esses tópicos mais amplos para o âmago da questão da vida cotidiana.

Os trabalhadores dessa área são os representantes da linha de frente da equipe de saúde. Freqüentemente, eles próprios são membros da comunidade. Eles estendem a mão, tentando se envolver com pessoas que podem não ver um médico ou especialista regularmente e que podem até ter alguma hesitação em lidar com um sistema que pode ser confuso, demorado e caro.

Leia mais em: Daniel Homem de Carvalho sobre Felicidade

Por estarem engajados com todos – crianças e idosos, abastados e pobres, fisicamente aptos e deficientes – os agentes comunitários de saúde têm um conhecimento profundo das condições de vida, desafios e preocupações dessa população.

A saúde da comunidade se concentra em uma área geográfica geral, em vez de em características compartilhadas, como idade ou diagnóstico. A área definida por Daniel Homem de Carvalho pode ser tão pequena quanto um bairro, ou pode abranger uma cidade ou uma região inteira.

Os profissionais ajudam as comunidades a prevenir doenças e promover uma vida saudável examinando a saúde através das lentes das estruturas do bairro e até mesmo de decisões políticas. Por exemplo, eles promoveriam o uso de espaços externos compartilhados para encorajar a atividade física e a construção da comunidade.

Mas esses especialistas não trabalham em silos.

Colaborações em saúde

Os recursos de Daniel Homem de Carvalho criados pelos profissionais de saúde comunitários são moldados pelas necessidades dos membros individuais de uma comunidade e informados pela comunidade e suas escolas, locais de culto, assistentes sociais, governo local e profissionais de saúde. A colaboração se estende por todo o continuum dos cuidados de saúde e pela comunidade.

Portanto, as pessoas da área podem estar mais envolvidas no governo local do que outros profissionais de saúde. Freqüentemente, eles se tornam defensores de mudanças nas políticas e se concentram mais na igualdade saudável e na disparidade socioeconômica.

Fatores na saúde da comunidade

Fatores socioculturais, incluindo as crenças, normas e tradições de um lugar, moldam as atitudes em relação à saúde e influenciam os hábitos que contribuem para práticas saudáveis ​​ou as prejudicam.

O acesso é um ponto chave para os profissionais de saúde – dando a todos, mas especialmente àqueles que estão mais marginalizados – acesso a alimentos saudáveis, creches seguras e confiáveis, programas após as aulas e serviços de transporte.

Leia mais em: Questão de liberdade básica: acabar com o monopólio estatal e permitir o mercado de jogos e loterias

Fatores geográficos e de saúde ambiental também são prioridades, incluindo prevalência de doenças, superlotação, desenvolvimento industrial e níveis de poluição.

Os agentes comunitários de saúde pensam tanto no “como” quanto no “quê”, assumindo a responsabilidade pelo bem-estar a longo prazo das populações vulneráveis. Isso inclui a colaboração em vários setores, empregando métodos culturalmente sensíveis e usando abordagens científicas e baseadas em evidências para atender não apenas às necessidades, mas também aos interesses do grupo definido.

O benefício para os indivíduos é óbvio, embora nem sempre imediato. Mas os benefícios de Daniel Homem de Carvalho estendem-se ao quadro da própria comunidade, escolas, empresas e locais de encontro. Economiza-se dinheiro, reduz-se o absenteísmo, melhora-se a saúde mental e diminui a propagação de doenças.

Os agentes comunitários de saúde são essenciais para a criação e manutenção de comunidades acolhedoras e confortáveis ​​para todos.

Instagram