CONSERTOS EM ELETRÔNICOS: SERÁ QUE VALEM A PENA?

Quem nunca deixou seu celular cair no chão, já pisou em algum componente do notebook ou simplesmente tentou ligar o computador e as luzes não se acendem. É por um momento desesperador, não é mesmo.

Sendo assim, o primeiro pensamento que recorrem é o quanto iremos gastar para comprar um eletrônico novo, ou então, será que possui um conserto e vai valer a pena. 

Nos últimos tempos, o conserto de algum aparelho eletrônico pode sair bem mais caro que o produto original, em razão da mão de obra e da taxa de importação de peças para o manutenção e reparo do produto.

Porém, a internet está aí para quebrar aquele galho com dicas para reparar, tutoriais de conserto e compra de componentes em apenas um clique, podemos fazer isso sem ao menos sairmos do conforto de nossas casas.

No entanto, antes de embarcar em compras de componentes sem necessidades ou acionar a assistência por qualquer motivo, certifique sobre os eventuais problemas que podem estar ocorrendo, desde peças quebradas até aparelhos que não possuem conserto.

DICAS ANTES DE MANDAR PARA A ASSISTÊNCIA

1- TENTANDO O BÁSICO

 Muitas vezes nos assustamos e levamos nossos aparelhos a especialistas por qualquer problema, como uma bateria fora do lugar e teclados que perdem suas peças. Por isso, sempre antes de se desesperar ou tomar medidas precipitadas, verifique se o aparelho pelo menos liga ou pisca. No caso do produto não demonstrar nenhuma reação, é melhor levá-lo para um técnico, pois pode ser algum problema no interior – um fio queimado ou uma peça desconectada, por exemplo.

2- PERGUNTE AO TIO GOOGLE

No caso de o problema ser algo superficial, como uma tampa quebrada, por exemplo, de uma olhada na internet. Muitos vídeos e posts com a tag “DIY”- do inglês “Do It Yourself” – ensinam a consertar problemas superficiais e até alguns mais complicados. Mas tome cuidado, se você possui habilidades básicas sobre o produto, procure tutoriais que sejam para iniciantes.

Os fóruns de informações por sua vez,  são plataformas essenciais para quem quer aprender sobre algum eletrônico, principalmente por que possui muitas experiências reais de pessoas que já fizeram o uso ou seguiram as dicas do respectivo site.

3- VERIFIQUE O TEMPO DE VIDA DO PRODUTO

Um fator influenciador antes de consertar ou reparar algum dano de um eletrônico, é verificar o tempo de vida útil do produto. Para isso, a comprovação de vida útil do produto, faça o cálculo de quanto custaria comprar o eletro novo e compare no quanto você pagou, sendo o valor do conserto menor de 50% de um item novo, vale mais a pena fazer os reparos necessários.

4- SEMPRE PESQUISE O PREÇO E BENEFÍCIO

Cerca de 59% dos brasileiros estão comprando em mais sites e app estrangeiros, pois o valor dos produtos são mais acessíveis e mais atualizados.

Contudo, faça o cálculo se ele realmente é necessário para o momento, inclusive se o valor compreende todas funções que ele promete.

Se for para fazer a manutenção ou reparo, faça orçamentos com no mínimo duas assistências comparando os preços e benefícios do produto.

Ao pesquisar os componentes para o conserto em casa, procure por sites ou lojas sérias e que tenham boa reputação.

5- FIQUE ATENTO AO DIREITO DO CONSUMIDOR

Quando comprar algum eletrônico veja também qual seu direito enquanto consumidor, pois quando adquiridos produtos você possui 90 dias para solicitar a troca ou conserto. Caso ele for para a assistência, eles têm 30 dias para fazer o conserto ou te dar um produto novo.

Contudo, passando o tempo de reparo de três meses, alguns produtos ainda possuem um garantia estendida, que deve ser descrita na nota fiscal ou contrato de garantia.

No entanto, uma sugestão é sempre levar o produto até a loja antes de enviar a uma assistência, pois podem ocorrer maiores defeitos nos eletrônicos.

Saber se vale a pena ou não um conserto de eletrônico é algo muito sugestivo, pois há diversas ocorrências e defeitos que exigem um olhar de especialista. Por isso, sempre verifique as possibilidades para a ocasião.