Como voltar à rotina escolar com tranquilidade?

Especialista da Anhanguera dá dicas de como os pais devem lidar com a rotina dos filhos na volta às aulas e tornar o processo prazeroso

O momento de volta às aulas traz muita mudança na vida das crianças. Uma nova rotina escolar se inicia e, nessa hora, é fundamental que os pais deem apoio e segurança aos pequenos para que sintam bem-estar ao estarem na escola. Nesse período de início de semestre, que ainda é de adaptação, é importante que os responsáveis acompanhem este momento, para que as crianças se sintam seguras por saber que seus pais estão próximos.

Uma forma de amenizar o impacto da volta à rotina e torná-la mais prazerosa é organizar os materiais escolares em forma de brincadeiras. “Deixe o uniforme pendurado sempre na visão da criança, brinque na hora de guardar os materiais dentro da mochila, enfim, torne a organização um momento divertido”, destaca Marisa Teresinha Tunini, professora no curso de Pedagogia da Anhanguera de Pindamonhangaba. Segundo a especialista, é importante prever com os pequenos o que vai acontecer, e conscientizá-los de que estarão em uma nova escola se for o caso, e com novos amigos para brincar.

Para a pedagoga, entre os maiores receios das crianças na volta às aulas é que elas se sentem inseguras, com medo do novo. “É preciso que os pais estejam ao lado da criança, conversando, transformando a ansiedade em um momento gostoso e agradável”, esclarece Marisa. É importante, ainda, que os pais conversem a respeito das emoções dos pequenos. “Assim, eles estarão melhor preparados psicologicamente para enfrentar os novos desafios’, destaca. Segundo Marisa, contar histórias sobre a escola de maneira divertida e feliz é um bom caminho.

Uma dica para ajudar os pais na organização da rotina dos estudos é fazer uma agenda semanal colorida e divertida, que contenha todos os horários das aulas e das atividades extracurriculares de tarefas e de lazer. “É de extrema importância que as crianças se sintam valorizadas em seus afazeres”, enaltece a professora da Anhanguera. Segundo Marisa, o período de tarefas em casa é um destes momentos em que os pais podem efetivamente participar da vida da escola, no ambiente familiar. “É preciso ter um tempo sem interrupções para os pequenos, pois, assim, eles se sentirão valorizados, e o prazer para executar as atividades será certo”, enfatiza.

Para que os pais tenham sucesso na tarefa de ajudar os filhos com os desafios ao longo ano, é essencial que haja muita conversa sobre a importância de errar e aprender, além de comemorar as conquistas. É preciso participação efetiva dos pais. “Crianças leem as entrelinhas como ninguém. Não adianta fazer de conta, é preciso participar das etapas de corpo, coração e alma”, finaliza a pedagoga.