Como identificar os produtos que estão irritando a sua pele?

É importante que a gente fique atento aos sinais do nosso corpo para saber o que pode estar nos fazendo mal

Quando temos uma alergia, primeiro, costumamos desconfiar do que comemos ou, até mesmo, dos pets da casa. Eles podem, sim, serem as causas, e está certo começar a investigação por aí, mas é bom saber que cosméticos, maquiagem, shampoo e condicionador também podem gerar processos alérgicos em algumas pessoas.

A desinformação sobre a diversidade de motivos que podem causar irritação na pele acaba fazendo com que muitas pessoas sofram por anos com os desconfortos dessas alergias sem identificar, de fato, a razão do problema. Para que isso não aconteça com você, preste atenção nas informações a seguir.

O que é dermatite de contato?

A dermatite de contato, como os médicos chamam a doença, é uma reação imunológica da pele ao contato com alguma substância. Essas alergias são causadas por uma hipersensibilidade que aquela pessoa desenvolve a algum agente que, em geral, não causaria irritação em outras.

Nesses casos, o simples fato de suspender ou evitar o contato com esses produtos pode resolver o problema. No entanto, justamente, porque costumam ser agentes que, em geral, não causam problemas na maior parte das pessoas, a única forma de descobri-los é estando muito atento ao seu corpo.

Os sintomas mais comuns de uma dermatite de contato são: irritação, coceira e vermelhidão. Saber exatamente com o que a pessoa esteve em contato antes do surgimento dos sintomas pode ajudar muito na descoberta de qual foi o produto que causou a irritação.

Quando o problema aparece após o uso de algum produto específico, fica fácil identificá-lo. Entretanto, uma dermatite também pode surgir após algum tempo de uso ou em uma área que teve contato com várias coisas, como as mãos. Então, como identificar o agente causador nesses casos?

Enquanto o paciente não confirma, com certeza, qual é a causa do problema, pode ser o caso de suspender, temporariamente, o contato com todos os produtos suspeitos. Depois, pode ir retomando um a um, até descobrir qual é, de fato, o culpado.

Em algumas pessoas, porém, essas alergias também podem aparecer ou ser agravadas por razões de fundo emocional. Esses quadros costumam ser os de mais difícil diagnóstico, uma vez que a causa não é apenas uma substância. Em situações assim, muitas vezes, é indicado tratamento psicológico.

Existe exame para isso?

Quando o paciente não consegue identificar sozinho a causa da irritação, pode ser preciso realizar um exame que auxilia o diagnóstico. Estes testes costumam ser feitos com a aplicação de cerca de 30 substâncias que podem ser os possíveis motivos do problema.

Essas substâncias são fixadas em lâminas, que, por sua vez, são colocadas nas costas do paciente por 48 horas. Esse tempo é necessário porque algumas delas levam um período maior para causar a irritação. Com base na reação do corpo, costuma ser possível identificar esse agente.

Por que as irritações acontecem?

A pele funciona como uma barreira natural do organismo e tem a função de nos proteger de agentes externos que possam nos fazer mal. Contudo, alguns de nós desenvolvemos uma hipersensibilidade a alguns fatores e, quando eles penetram na pele, ela se irrita, como forma de nos avisar que devemos evitá-lo.

Os especialistas ainda não encontraram um consenso sobre porque desenvolvemos essa hipersensibilidade e nem uma cura definitiva para o problema. Alguns organismos simplesmente são mais superprotetores ou sensíveis que outros.

Os remédios, por via oral, injetável ou uso tópico, podem ajudar apenas a aliviar os sintomas nas fases mais agudas da doença. Em geral, retirar deixar de utilizar produtos que contenham o alérgeno é a única solução definitiva.

Instagram