Comitê de Prevenção recomenda proibição do comércio aos sábados e domingos

Em reunião realizada na quarta-feira (24), o Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento do novo Coronavírus recomendou a alteração no decreto municipal, que estenderá a proibição de funcionamento das atividades comerciais não essenciais aos sábados, domingos e feriados.

Prefeitura de São José dos Campos

A medida se baseou na análise dos índices de isolamento que ficaram abaixo do esperado pela Prefeitura de São José dos Campos, o que poderia colocar em risco e comprometer o sistema de saúde da cidade frente a uma possível escalada dos casos da doença.

No último sábado (20), por exemplo, a cidade registou seu pior índice de isolamento (47%). O comitê reforçou a necessidade de aumentar as campanhas de conscientização sobre os cuidados de higiene e distanciamento social, a fim de diminuir a velocidade de propagação do novo coronavírus.

A Secretaria de Saúde salienta que a população não pode se esquecer que o país ainda está no meio de uma pandemia e as medidas restritivas servem de alerta para toda a população.

Taxa de ocupação

A taxa de ocupação dos leitos é monitorada diariamente pela Secretaria de Saúde. Técnicos da Vigilância Epidemiológica acompanham de perto a capacidade de assistência dos hospitais públicos e privados e traçam planejamento para um possível avanço dos casos.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (24), os leitos exclusivos para coronavírus nos hospitais públicos e privados da cidade é de 72,9% na UTI e 64,5% na enfermaria. Já a taxa de ocupação do Hospital Municipal é de 58,1% na UTI e 75% na enfermaria.

Coronavírus

A taxa de leitos do HM vem se mantendo estável, permitindo o atendimento sem sobrecarregar o sistema público. Atualmente, são disponibilizados 114 leitos para pacientes com exames positivos de covid ou em investigação. Com a reconfiguração das alas específicas, agora são 52 vagas de enfermaria e 62 de UTI.

Ainda há previsão de novas etapas de ampliação do plano de contingência. Entre elas está a transferência de pacientes clínicos para o Hospital de Clínicas Sul, possibilitando a abertura de uma nova ala de enfermaria dentro do HM.

Hospital de retaguarda

A outra começa assim que o hospital de retaguarda for concluído e prevê a abertura de mais 40 leitos. Com as obras em ritmo acelerado, a previsão é que o hospital seja entregue em meados de julho. O pronto-socorro do HM será deslocado para novo hospital, abrindo assim uma nova ala exclusiva para pacientes com covid-19.

A taxa de leitos do HM vem se mantendo estável, permitindo o atendimento sem sobrecarregar o sistema – Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Instagram