Comércio da região deve fechar 2018 com 6% de aumento nas vendas

Trabalhadores formais do setor vai passar dos 101 mil

 

O Sincovat – Sindicato do Comércio varejista de Taubaté e região, estima que, em dezembro, mês do Natal, as vendas do varejo da RM Vale apresentem um resultado 3% melhor que o registrado em 2017, atingindo R$ 3,5 bilhões. São cerca de R$ 125,3 milhões a mais em relação ao ano passado, que apresentou alta de 7% em comparação com dezembro de 2016.

Para 2018, as vendas devem atingir um montante de R$ 33,3 bilhões, 6% maior comparado a 2017, quando o faturamento foi de R$ 31,3 bilhões, 7% superior ao ano anterior.

Dessa forma, a região do Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e Litoral Norte,  terá a nona maior participação nas vendas do varejo paulista entre as 16 regiões avaliadas pela Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista no Estado de São Paulo (PCCV), da FecomercioSP, sendo responsável por 5% do faturamento anual total.


Empregos formais

O mercado de trabalho do comércio regional deverá se manter estável em 2018. A projeção é um saldo negativo de 41 postos de trabalho, resultado de 44.228 admissões contra 44.269 desligamentos. Com isso, o estoque ativo do setor na região chegará aos 101.747 trabalhadores formais, próximo ao visto no fim de 2017.

Entre as nove atividades analisadas pela FecomercioSP, as de supermercados e de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos deverão liderar a criação de vagas com 331 e 253 vínculos, respectivamente. Em contrapartida, os setores de lojas de vestuário, tecidos e calçados e de outras atividades serão os destaques negativos, com extinção de 512 e 163 vínculos consecutivamente.