Colégio de Brasília participa de torneio internacional de robótica

O Colégio Objetivo de Brasília sediará em suas sete unidades no próximo sábado (6), das 8h às 12h, a etapa regional da First Lego League Júnior (FLL Jr.), um dos maiores torneios internacionais de robótica do mundo. Neste ano chega a capital a FLL Júnior, onde poderão participar crianças de 6 a 10 anos. Único representante do Distrito Federal no torneio, o colégio Objetivo selecionará cinco equipes de robótica para participar da etapa nacional no final de agosto em Curitiba. As melhores equipes do país irão representar o Brasil na edição internacional no Estados Unidos em março do ano que vem.

A temporada 2019 tem como tema a Mission Moon, onde os participantes serão desafiados a projetar e construir uma base lunar usando peças de LEGO. Para planejar a base, a equipe precisa apresentar soluções de possíveis problemas que possam surgir durante a missão espacial, além de formular planos de sobrevivência e exploração da Lua. O projeto FLL Jr. segundo explica Augusto Azevedo, professor e coordenador do laboratório maker e robótica do Colégio Objetivo de Brasília, é estimular o interesse e as habilidades dos estudantes, que enxergam na robótica soluções para o futuro.

Colégio Objetivo de Brasília

“As equipes participantes serão colocados nas posições de projetistas e engenheiros e terão de organizar e tornar viável a vida de uma equipe de cientistas na lua. Os participantes deverão considerar todas as dificuldades com o manejo de recursos mínimos para a vida, como ar, água, comida e energia. O objetivo é realmente desafiar os estudantes para que eles, em conjunto, criem soluções e proponham inovações e mudanças positivas”, explica o coordenador.

As equipes participantes devem ser mistas e todos os integrantes devem participar de todas as etapas do projeto, desde a ideia até a construção, uma forma de integrar, incluir e valorizar as pluralidades do grupo, como afirma o professor do Objetivo. Durante as etapas regionais e nacional, as equipes serão avaliadas com base em três critérios: o critério social (Core Values), onde serão observados os valores de integração, nível de envolvimento e recepção do membros.

O critério da criatividade (pesquisa), onde será observado de que forma os participantes propuseram as soluções para o problema, além da inovação por trás das ideias. E por fim os participantes serão avaliados de acordo com a criação do projeto (modelo robótico), onde será observado qual a robustez da maquete apresentada, como a programação foi utilizada, quão inovadora é a montagem em termos de construção física e mecanização, além do nível de integração entre as pesquisas realizadas e o modelo montado.

Organização

O torneio internacional é organizado pela First, Organização Não Governamental Internacional que apoia a inovação e o ensino tecnológico para crianças e a adolescentes e desenvolve projetos com foco na educação e desenvolvimento pessoal dos alunos, e a LEGO, grupo de fabricantes de brinquedos de montagem. Para a edição deste ano serão mais de 68 mil participantes, sendo mais de 11.500 equipes de cerca de 40 países. Cada equipe participante recebe um kit LEGO® exclusivo, chamado inspire Set, com mais de 600 peças.

Foto:Divulgação