Circulando com Marilda Serrano:Paratleta joseense de golfe adaptado fica em 11° na sua categoria no Mundial na Espanha

Está de volta ao Brasil o paratleta joseense Matheus Sampei, que marcou presença no 1º Campeonato Mundial de Golfe Adaptado em Mallorca, na Espanha, de 15 a 17 de novembro.

Matheus Sampei é um dos brasileiros que teve a oportunidade de participar deste campeonato e de conhecer jogadores experientes do mundo todo. Foram 42 participantes de 21 países, divididos em 5 categorias: paraplégico, tetraplégico, perna amputada, jogador com um braço e jogador com dois braços. A ida do jogador só foi possível graças a patrocinadores, entre eles o patrocinador master, a Plátano Investimentos.

Na Espanha, Sampei competiu em uma categoria acima da sua. Acostumado a atuar na categoria handicap 36, disputou o mundial no handicap 34. Mesmo assim, conquistou o 11° lugar na categoria e na classificação geral ficou em 33° lugar.

Foi decidido que eu participaria do handicap 34 e o nível dos competidores desta categoria é muito bom, por conta das diversas experiências que eles têm em disputas constantes, algo que ainda não é muito frequente no Brasil. Ter participado de uma categoria superior a minha impactou o resultado final, mas estou feliz de fazer parte deste momento, que é também uma ação para divulgação do golfe adaptado”, falou o paratleta Matheus Sampei.

Uma boa notícia para todos paratletas do golfe adaptado é que foi anunciado no Mundial que o golfe adaptado passará a fazer parte das Paraolimpíadas de 2024, sendo o país sede a França.

De volta ao Brasil e aos treinos na Associação Esportiva São José, Matheus Sampei está motivado para realização do desafio geral, juntamente com os outros quatro paratletas brasileiros, incentivar a realização de um campeonato Brasileiro.

“Vamos batalhar para termos um Campeonato Brasileiro e que possamos formar um ranking nacional, para podermos ter índices de classificação para a Paraolimpíadas e estreitar relações entres as confederações Brasileira e Europeia”, comentou Sampei.

Sampei também já traçou um desafio pessoal para 2019, levar o golfe adaptado para outros campos do Brasil e tentar abaixar o handicap para 34.

“Espero melhorar meu índice, já pensando em campeonatos futuros e me tornar cada vez mais um aleta de alto rendimento”, finalizou o paratleta joseense.

Contato:https://www.facebook.com/marilda.serrano

Gostou, Compartilhe!
Show Buttons
Hide Buttons