Certificado digital já pode ser emitido à distância

Já imaginou conseguir emitir um certificado digital sem precisar se deslocar até um agente de registro? Com a tecnologia de biometria facial presente no serviço de certificação digital do Serpro isso já é possível. De forma pioneira, a empresa oferece aos usuários a comodidade de emitir seu próprio certificado digital diretamente do celular, sem a necessidade de comparecer a um Agente de Registro (AR) do Serpro.

O certificado digital emitido pelo celular tem a mesma garantia de autenticidade, confidencialidade e integridade à troca de informações eletrônicas que a emissão do AR, só que de forma muito mais ágil e prática.

A emissão simplificada é feita a partir de uma selfie, utilizando a própria câmera do celular do usuário, e é validada ao ser comparada com um banco de imagens oficial do governo. Após esse “autosserviço”, o usuário passa a armazenar o certificado digital em um smartcard ou em seu próprio dispositivo móvel.

Serpro

“Essa tecnologia de validação facial realizada pelo próprio titular do certificado é única no mercado, tendo sido regulamentada e homologada pela ICP Brasil”, explica um dos gestores de certificação digital do Serpro, André Luiz Silva.

O certificado já está disponível e pode ser utilizado, principalmente, por servidores públicos e instituições financeiras para aprovação de empréstimos, interações com órgãos do governo, transações de comércio exterior e, ainda, programas de habitação. Em um segundo momento, o serviço de certificação do Serpro deverá ser estendido a Prefeituras, Tribunais de Justiça, Federações e Conselhos de Classe.

 Reconhecimento Facial

 A biometria facial é uma tecnologia criada para facilitar a identificação e a autenticação de pessoas, garantindo a segurança das informações. O processo ocorre por meio de algoritmos matemáticos capazes de mapear vários pontos do rosto a partir de características fisiológicas únicas, como o formato da boca, a distância entre os olhos e o contorno do queixo. Essas informações são criptografadas e armazenadas em uma base de dados, que são acionadas para viabilizar a identificação biométrica facial no controle de ponto e de acessos.

Passo a passo

A emissão simplificada do certificado digital acontece da seguinte forma:

 * O usuário realiza a solicitação por meio do próprio portal da instituição. O ambiente web já se encarrega de buscar seus dados na base do RH.

 * Após envio da solicitação, ele recebe, em seu e-mail, um link para realizar a captura da foto de seu rosto, o que pode ser realizado pelo celular ou em uma estação com uma webcam.

* A foto é validada com a do cadastro biométrico da ICP-Brasil. Caso o empregado ainda não tenha esse cadastro, o sistema verifica nas bases de dados oficiais de governo, como a do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

 *Após confirmação da identificação do usuário, a solicitação é analisada por um agente de registro da própria instituição, podendo ser aprovada ou rejeitada. Uma vez aprovada a solicitação, basta fazer a instalação do certificado.

Certificado digital

Para saber mais sobre nossos certificados digitais visite nosso site.