Centro de Memória Ferroviária de Campos do Jordão abre de quarta a segunda

A partir desta semana, o Centro de Memória Ferroviária da Estrada de Ferro Campos do Jordão (EFCJ) passa a funcionar de quarta a segunda-feira, das 9h às 11h30 e das 13h às 17h. Antes o local abria apenas às sextas e aos sábados. O objetivo é ampliar as opções de passeio para quem visita a região.

Situado ao lado da estação Emílio Ribas e inaugurado em dezembro de 2017, o Centro possibilita ao turista conhecer um pouco da história da ferrovia por meio de itens como mobiliário de escritório, máquinas de escrever e telefones de parede datados da década de 1920, relógios de ponto da década de 1950 e antigas ferramentas de manutenção. 

Além disso, logo na entrada há uma rara automotriz movida a gasolina, que transportava passageiros entre Pindamonhangaba e Campos do Jordão quando a viagem nesse percurso durava 12 horas, em média. Construída na década de 10 do século passado, foram utilizadas nela partes mecânicas do automóvel Berliet de origem francesa. Após a eletrificação da ferrovia, permaneceu em uso até meados da década de 1960, chegando a operar em Campos do Jordão. 

Há no local ainda uma maquete ferroviária construída por funcionários da EFCJ na década de 1940 e uma vitrine com documentação dedicada a Emílio Ribas, médico sanitarista que idealizou a EFCJ ao lado do também médico Victor Godinho para facilitar o transporte de pacientes com tuberculose aos sanatórios estabelecidos em Campos do Jordão na época. A centenária história da ferrovia pode ser conferida em uma exposição permanente no local, com textos e imagens.

Centro de Memória Ferroviária de Campos do Jordão

av. Emílio Ribas, 1.111, Capivari, Campos do Jordão-SP. Aberto de quarta a segunda-feira, das 9h às 11h30 e das 13h às 17h, com entrada gratuita. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (12) 3663-1531 ou no site www.efcj.sp.gov.br.  

Foto:Divulgação