Celulares estão democratizando acesso aos games, mostra PGB

Com aparelhos cada vez mais poderosos e acessíveis, além da popularização da rede 4G, os smartphones estão democratizando o acesso aos jogos eletrônicos para muitos brasileiros. É o que aponta a 7ª edição da Pesquisa Game Brasil (PGB), mostrando que os celulares já são a plataforma preferida de 86,7% dos jogadores no país.

Jogos eletrônicos

Além disso, o estudo revela que 69,8% do brasileiros das classes C, D e E — com rendimento médio de até R$ 1.690 — jogam jogos eletrônicos. Destes, 88,8% costuma jogar mais nos smartphones, e 63,4% considera o celular sua plataforma preferida. E embora 25,8% dos entrevistados destas classes tenham gastado até R$ 50 em títulos mobile no ano passado, 56,6% não investiram nada, preferindo o free to play.

“Nem todo mundo consegue bancar um PlayStation 4 ou Nintendo Switch, que são videogames caros, tampouco um PC gamer. Porém, nos dias atuais, praticamente qualquer brasileiro tem um smartphone no bolso. E são estes dispositivos que estão trazendo uma nova audiência para os games, impulsionada por hits como Free Fire”, analisa Carlos Silva, Head de Gaming na Go Gamers. 

Realizada pelo Sioux Group, através da unidade de negócios Go Gamers, ESPM e Blend New Research, a 7ª edição da PGB ouviu 5.830 pessoas em 26 Estados e no Distrito Federal no mês de fevereiro, mostrando que três em cada 4 brasileiros jogam games.

Entendendo o jogador de celular 


Analisando todo o perfil do jogador de celular no Brasil, a PGB mostra uma preferência ainda maior por jogos gratuitos, uma vez que 63,5% desse público afirma não ter o costume de gastar dinheiro com games. Fora isso, apenas 11,3% investe em itens e melhorias dentro jogo, e 37,4% busca por novidades sobre compras ou downloads de jogos no YouTube.

Entre outras preferências, 51,2% deste público possui celular da marca Samsung, e 26,8% afirma que ela oferece a melhor experiência para jogar. Em relação a sistema operacional, 81,4% optam pelo Android. Já em segmentação de perfil, trata-se de um território de domínio das mulheres, que representam 70,5% dos jogadores de celular. Em faixa etária, a maior presença é do adulto, de 25 a 34 anos, com 37%.


De acordo com a pesquisa, 35,6% dos gamers de smartphones realizam a atividade entre 1h e 3h online, e o gênero mais jogado, para 74,7%, é o de estratégia. Além de jogar, 77,9% desse público escuta música, assiste a filmes ou séries e faz leituras no celular. Acesse o site oficial da PGB para saber mais sobre a 7ª edição do estudo e baixar a versão gratuita.

Pesquisa Game Brasil

Referência no estudo de hábitos de consumo do gamer brasileiro, a PGB chega na 7ª edição em 2020. A pesquisa traz diversas abordagens sobre o perfil de jogadores casual e hardcore no Brasil, como seu comportamento de compra, preferências de jogos, marcas que se relacionam e muito mais. O levantamento também traz as principais características do gamer na América Latina. O material está disponível em versões gratuitas e pagas. Saiba mais em www.pesquisagamebrasil.com.br

Instagram