Câncer infantil pode ter até 80% de chance de cura quando diagnosticado cedo

0
17

 

Dr. Marco Mercadante.
Dr. Marco Mercadante.

Hoje, dia 15 de fevereiro, é o Dia Internacional de Luta contra o Câncer Infantil, e o especialista em Oncologia Ortopédica do Vale do Paraíba, Dr. Marco Mercadante, alerta sobre as chances de cura a importância do diagnóstico precoce.

“A data de hoje tem como objetivo despertar a conscientização da população sobre o problema e valorizar a luta das crianças para superar a doença. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), todos os anos cerca de 11 mil crianças e adolescentes de 1 a 19 anos são diagnosticados com câncer no Brasil”, afirmou Mercadante.

Atualmente o câncer infantojuvenil é a maior causa de mortes na faixa de 5 a 19 anos, mas é importante lembrar que tem chances de cura de até 80%, desde que diagnosticado logo no início da doença.

“Os pais devem sempre estar atentos a quaisquer mudanças na saúde dos filhos, principalmente a alguns sintomas que podem estar associados ao câncer como palidez, manchas roxas sem relação com machucados, febre, dor abdominal e urina com sangue, entre outros. É importante também ficar atento aos sintomas que vão e voltam com frequência”, completou o especialista.

Especialista em Oncologia Ortopédica e Ortopedia e Traumatologia, Marco Mercadante atua na área de câncer ósseo em toda a região e atende muitas crianças no Gacc de São José dos Campos. Atualmente ele é médico responsável pelo Grupo de Oncologia Ortopédica do Hospital Regional do Vale do Paraíba e Hospital Universitário de Taubaté, pelo Grupo de Oncologia Ortopédica do Hospital Municipal de São José dos Campos e pelo Grupo de Oncologia Ortopédica do GACC SJC (Grupo de Assistência à Criança com Câncer).

O câncer ósseo (osteossarcoma), ou tumor ósseo, é um tipo de doença considerada rara pela medicina, mas que atinge muitas crianças e vem gerando maior interesse por parte da comunidade, pois, com a evolução das tecnologias em diagnóstico, tem um número cada vez mais recorrente de casos e tratamentos.

“Assim como os demais tipos de câncer, os tumores ósseos também são doenças derivadas do crescimento anormal de células em alguma parte do esqueleto e/ou dos tecidos que o recobrem. A melhor forma de evitar consequências piores no tratamento deste câncer é o diagnóstico precoce e esta é a grande lição que devemos lembrar neste dia de luta contra o câncer. O principal desafio é diminuir o tempo gasto para identificar o tumor”, afirmou Marco.

 

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here