BNDES e Fecomércio-SP firmam acordo para divulgar e melhorar linhas destinadas a micro, pequenas e médias empresas

Firmaram o documento, nesta quarta, diretor de Estratégia e Transformação Digital do Banco, Ricardo Ramos, e presidente da federação, Abram Szajman

       BNDES pretende divulgar suas formas de atuação aos associados e, também, colher informações para aprimorar seus processos e políticas operacionais

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP) celebraram nesta quarta-feira, 25, acordo de cooperação para trabalhar em conjunto na promoção do acesso das micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) às linhas de financiamento do Banco.
No documento, assinado pelo diretor de Estratégia e Transformação Digital do BNDES, Ricardo Ramos, e pelo presidente da Fecomércio-SP, Abram Szajman, as duas partes se comprometem a divulgar políticas e formas de atuação do BNDES, bem como compartilhar informações para aprimoramento das políticas operacionais e processos do Banco.
“O BNDES tem parcerias com repassadores de crédito e federações para que a informação sobre as linhas de crédito efetivamente chegue aos pequenos e médios empresários”, afirmou Ricardo Ramos.
Szajman ressaltou a satisfação da Fecomércio-SP em receber o BNDES para desenvolver esse trabalho. “O Banco sempre foi visto pelo pequeno empresário como algo que nunca pudesse ser atingido e essa nova orientação é muito boa para identificar o que os sindicatos precisam para ampliar os seus recursos”, declarou.
Pelo acordo, cabe ao BNDES manter a Fecomércio-SP informada sobre as formas de apoio do Banco às micro, pequenas e médias empresas, desenvolver ações conjuntas para ampliar o conhecimento sobre opções de financiamento a empresas desse porte e promover melhorias nas suas formas de acesso aos produtos e canais de apoio do BNDES a elas destinados. Um representante do Banco acompanhará o desenvolvimento das ações previstas no acordo.
A Fecomércio-SP, por sua vez, interpretará as demandas locais, inferindo eventuais oportunidades nas quais o BNDES possa atuar, e desenvolverá com o Banco ações conjuntas para ampliar o conhecimento das MPMEs sobre o apoio financeiro do BNDES. A instituição também terá um representante acompanhar as ações do acordo.