Beber pouca água causa mau hálito; veja mais 10 fatos sobre a halitose

0
25

 

MAXX-STUDIO/SHUTTERSTOCK
MAXX-STUDIO/SHUTTERSTOCK

O mau hálito, ou halitose, é um problema bastante constrangedor, mas que pode e deve ser tratado para que você não tenha mais medo de conversar muito próximo a outra pessoa.

Para solucionar o problema, a causa do mau hálito precisa ser descoberta, já que mascarar o mau odor é uma medida apenas temporária. Para entender melhor o problema, o cirurgião dentista José Eduardo Pelino explicou 10 fatos sobre a halitose. Conheça quais são a seguir:

Mau hálito: 10 fatos sobre

Alteração no paladar nem sempre é halitose

Apesar de gostos estranhos na boca nem sempre estarem relacionado ao mau hálito, eles nunca são normais e precisam ser investigados. De acordo com o dentista, gostos amargos, azedos ou metálicos são indicativos de que você precisa passar pela avaliação de um dentista e, se necessário, ser encaminhado a um especialista.

Não é sinônimo de problema no estômago

Ao contrário do que muita gente pensa, não tem relação com problemas estomacais. “A única situação em que o ar vem de dentro do estômago com odor alterado é em caso de arroto ou refluxos. Nessas situações, o odor fica temporariamente alterado, mas não é considerado mau hálito”, explica o especialista.

Não conseguimos sentir nosso mau hálito

 

Na tentativa de descobrir se estão com o hálito alterado, muitas pessoas colocam a mão diante da boca e do nariz, fazendo uma espécie de “concha”, e expiram o ar pela boca, ou então inspecionam o odor do fio dental após usá-lo.

Se você faz isso e nunca notou odor ruim, saiba que isso não significa que você não sofre do problema. O olfato se acostuma com determinados odores e isso faz que eles passem despercebidos – é a chamada fadiga olfatória, característica que impede que as pessoas que têm mau hálito identifiquem o problema.

Crianças também têm mau hálito
Além disso, o uso de aparelho ortodôntico também pode contribuir para a alteração no odor, porque ele dificulta a escovação e pode contribuir para que alimentos fiquem retidos na boca.

Beber pouca água pode causar mau hálito
Pessoas que bebem pouca água ou que respiram pela boca têm menos salivação, o que aumenta suas chances de ter mau hálito.

Carnes, queijos e álcool podem causar mau hálito

Se você pensava que só a cebola, o alho e o café causavam o problema, se enganou. Carnes cruas, queijos gordurosos e bebidas alcoólicas também podem provocar o cheiro ruim. As gorduras, as carnes e alguns queijos costumam deixar resíduos na boca que aumentam a ação de bactérias que provocam um odor ruim.

Já o álcool, por ser ácido, provoca a descamação das células bucais, que também servem de alimento para as bactérias.

Só escovar os dentes não é suficiente

O cirurgião–dentista explica que, para a boca ficar limpa de verdade, é necessário usar escova de dente, fio dental e enxaguante bucal, porque o trio garante a remoção de 99% dos germes que causam gengivite e halitose.

Mau hálito não é doença

O mau hálito em si não é uma doença, mas pode ser indicativo de doença na gengiva, problemas na boca, na garganta e até em outras partes do corpo.

Outros causadores de mau hálito são acúmulo de bactérias na língua, diminuição da saliva, alimentos com odores fortes e fumo.

Balas só mascaram o mau hálito

 

Além de não ajudarem a combater a raiz do mau hálito, balas e chicletes que têm açúcar podem até mesmo aumentar o problema, já que o açúcar estimula algumas bactérias a produzirem ácidos que desmineralizam o esmalte dos dentes, promovem a degradação de restos de alimentos e, desta forma, contribuem para o aparecimento do cheiro desagradável.

Mau hálito tem cura

O mau hálito geralmente está relacionado à má higienização da boca, alimentação e hábitos do dia a dia. Por isso, ter atitudes saudáveis, como não fumar e comer adequadamente, além de higienizar bem dentes e língua, são ações que podem prevenir e também resolver este problema desagradável.

Se o mau cheiro persistir, um dentista deve ser consultado.

Enxaguatório com álcool combate mau hálito

Os enxaguatórios bucais com álcool são vistos com maus olhos por muitas pessoas, mas, segundo o especialista, ele é benéfico no combate ao mau hálito. De acordo com Pelino, o álcool permite uma penetração mais profunda nos focos de bactérias.

 

ESCRITO PORGIOVANNA MAZZEO

Fonte:http://www.vix.com/pt/saude/543822/beber-pouca-agua-causa-mau-halito-veja-mais-10-fatos-sobre-a-halitose

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here