Arquitetas explicam como definir o estilo para construção ou reforma da fachada de residência

As profissionais Carmem Avila, do escritório Carmem Avila Arquitetura, e Cristiane Schiavoni, do Cristiane Schiavoni Arquitetura e Interiores, indicam as tendências e listam o que é preciso fazer para não ter dor de cabeça

Residência de 1956 reformada |Projeto: Carmem Avila | Foto Rafael Renzo

Além de ser o cartão de visita, a fachada exerce a função de contribuir com o urbanismo da rua e da cidade como um tempo. Para a concepção é importante pensar em um conjunto que não seja apenas estético, mas também harmonioso, funcional e seguro.

Pensando nessas questões, as arquitetas Carmem Avila, do escritório Carmem Avila Arquitetura, e Cristiane Schiavoni, do Cristiane Schiavoni Arquitetura e Interiores, elencaram considerações importantes que facilitam o processo de reforma ou construção da fachada. Confira:

 – Estrutura

Antes de começar a obra, é fundamental observar a estrutura de vigas, pilares – questões fundamentais para viabilizar alterações das aberturas, vãos e, até mesmo, a inserção de novos elementos na composição da fachada. “Esse é um dos itens mais complicados de resolver no projeto, pois essas aberturas, além da função necessária, compõem a estética, que precisa estar alinhada com o conceito adotado“, conta Cristiane Schiavoni.

 

 

Portas e janelas são aberturas | Projeto: Cristiane Schiavoni | Foto: Gustavo Stacatena

 

 

– Materiais

A escolha do materiais deve ser baseada em durabilidade e resistência às intempéries. Nesse quesito, Carmem Avila também destaca que devem ser de fácil manutenção e limpeza. “A fachada é uma parte da casa que não é reformada com frequência e deve ser preservada“, aconselha.

Os revestimentos mais usados são os porcelanatos, cimentícios e pastilhas. “Épreciso tomar cuidado com o tipo de argamassa para assentamento, de forma a evitar problemas futuros“, revela a arquiteta Cristiane. As pedras naturais ganharam bastante força e é um ótimo material para criar volume na composição da entrada de residências. No quesito pintura, as tintas acrílicas são as mais indicadas para as paredes devido sua alta resistência às intempéries. Cristiane ainda destaca a importância da aplicação dos venizes para as partes em madeira e tinta esmalte, ou à base de olho, para as partes em ferro.

 

Pensar materiais resistentes é importante para conservação da fachada | Projeto: Carmem Avila | Foto: Rafael Renzo

 

 

– Iluminação

Um bom projeto luminotécnico valoriza a fachada e a casa. “É importante terdois tipos de iluminação, a funcional e a decorativa“, fala Carmem. A funcional orienta o caminho e as aberturas, já a decorativa é usada para salientar os materiais, os volumes e as cores.

Iluminação direcional no caminho até a entrada da casa | Projeto: Cristiane Schiavoni | Foto: Gustavo Stacatena

 

 

 

 

– Muros

O muro não é um dos elementos favoritos das profissionais, mas deve ser considerado, pois interfere no resultado final. Cada projeto pede uma solução diferente e pode ser conciliado com o portão, escondido com um revestimento e, até mesmo, ser transformado em um jardim vertical.

 

– Portão

O portão é um item de extrema importância para a valorização da fachada, mas é necessárioconsiderar um equilíbrio entre arquitetura e a segurança. “Se ele for muito fechado, a arquitetura da casa fica escondida. Caso seja muito aberto, não dispõe da segurança

necessária para a residência”, explica Cristiane.

 

O portão deve sempre ser um contraponto entre a arquitetura e segurança | Projeto: Carmem Avila | Foto: Rafael Renzo

 

 

 

  • Calçada

No tocante às calçadas, as profissionais indicam consultar as normas exigidas pela prefeitura de cada cidade. “As regras principais estão relacionadas às dimensões, aos materiais, que devem ser antiderrapantes e duráveis, inclinações para os deficientes físicos e as espécies de árvores permitidas para o plantio por conta do espaço que cada uma demanda para o crescimento de suas raízes”, finaliza Carmem Avila.

 

 

Materiais antiderrapantes são essenciais para a calçada | Projeto: Carmem Avila | Foto: Rafael Renzo

 

 

Sobre Carmem Avila Arquitetura

Projetar é a grande paixão do escritório comandado pela arquiteta Carmem Avila, que se destaca pela atenção aos detalhes na composição de volumes, cores, luz e texturas.

Formada Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, Carmem Avila trabalhou durante alguns anos como colaboradora em diversos escritórios – Heloisa Maia Campos, ATP Arquitetura, Brasil Arquitetura e Futurebrand, entre outros –, onde solidificou sua formação até iniciar uma carreira a solo em 2004.

Entre 2009 a 2013 atuou docente do curso Design de Interiores na Escola Panamericana de Arte de São Paulo. Em 2013, foi uma das finalistas no concurso IDEA BRASIL, dentro da categoria Living RoomsandBedrooms, com o Projeto do Cabideiro Ondas.

www.carmemavila.com.br

@carmem.avila.arquitetura

 

Sobre a arquiteta Cristiane Schiavoni

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (FAU-USP), Cristiane Schiavoni atua na área de arquitetura, decoração e reforma desde 1996 e, hoje, o escritório que leva seu nome tem mais de 20 anos de histórica, reunindo centenas de projetos dentro e fora do Estado do São Paulo. Em suas criações residenciais e comerciais, publicadas em importantes veículos brasileiros, elementos-surpresa e toques de cor se misturam aos recursos que garantem o conforto e o aconchego dos moradores.

Acabamentos aplicados de maneira incomum e materiais versáteis também são presenças constantes nos trabalhos de Cristiane Schiavoni. O resultado se reflete na concepção de ambientes modernos, humanizados e dinâmicos, que convidam ao bem-estar e, principalmente, traduzem a essência de cada cliente.

www.cristianeschiavoni.com.br
@cristianeschiavoni

Gostou, Compartilhe!
Show Buttons
Hide Buttons