Aprenda a decorar e otimize o espaço de imóveis menores

Com dicas e truques é completamente possível fazer um pequeno apartamento ser elegante e funcional 

A construção de imóveis menores está se tornando uma atividade comum, principalmente nos grandes centros urbanos. Seja por localização estratégica, gastos e preços mais acessíveis ou necessidade de comportar um número cada vez maior de pessoas, a realidade é que os espaços estão diminuindo planejadamente.

A decoração e otimização dos ambientes pode parecer, a princípio, um grande desafio – afinal, quando o espaço é limitado, qualquer centímetro mal aproveitado pode fazer falta. Então, se você pensa em comprar, financiar ou alugar apartamento pequeno, saiba que é completamente possível montar um local proveitoso, confortável e aconchegante.

Apostar em praticidade e funcionalidade são as principais chaves do planejamento, tendo sempre a criatividade como comandante. A escolha dos móveis ideias, a pintura das paredes e iluminação adequada são alguns fatores de influência.

Nesse artigo, você vai conferir algumas dicas e truques para desenvolver e embelezar seu imóvel de poucos metros quadrados.

Regras gerais

Na hora de começar a decorar um apartamento pequeno, alguns empecilhos podem se apresentar de imediato. As medidas não se encaixam no tamanho dos móveis tradicionais disponíveis nas lojas, e a sensação é de que nada irá se encaixar. O desânimo é cercado pela aflição de ter um imóvel simples e sem elegância.

Mas para qualquer adversidade há uma solução, principalmente quando o assunto é decoração e planejamento de ambientes. Ambas são tarefa que exigem paciência e dedicação, ainda mais quando o serviço é realizado por conta própria, sem ajuda de decoradores e arquitetos.

Porém, seguidos métodos e organizações específicas (testados e comprovados por profissionais) é plenamente possível atingir resultados incríveis. Assim, o primeiro e principal passo é pesquisar ideias e preparações, analisando quais delas se aplicam ao seu apartamento. 

Há três componentes que, se realizados, são capazes de facilitar o processo geral. São eles: tirar as medidas do apartamento para aproveitá-lo ao máximo; montar uma planta a partir das medidas coletadas para, assim, visualizar bem os ambientes e poder arquitetar os móveis; rascunhar as distâncias entre as mobílias e objetos para garantir melhor circulação nos ambientes.

 

Elegância e aconchego em pequenos espaços

Móveis compactos e multiusos

O primeiro toque corresponde à dimensão dos móveis: é impossível encaixar a mobília de uma mansão em um apartamento de 30 ou 60 metros quadrados. Conscientize-se sobre o espaço disponível, não o desfigurando com mobílias desproporcionais.

Mesa de jantar pequena é uma boa opção. Nos dias em que receber visitas, combine a mesa principal com outras menores e um balcão (lembre-se que na maior parte do ano apenas uma ou duas pessoas estarão ocupando a residência).

Por oferecer ambientes reduzidos, vale a pena investir em móveis multiusos que se alteram de acordo com suas necessidades. Sofás cama ou cama baú, mesa lateral que vira balcão de jantar, escada com gavetas… Como apontado, a criatividade comanda nesse setor.

Cabe ressaltar que os móveis planejados são a melhor opção para apartamentos pequenos. Apesar de tenderem a ser mais caros, o investimento vale muito. Com eles, você obterá o aproveitamento total dos espaços, tendo ainda a possibilidade de escolher os repartimentos e divisões dos armários de maneira mais adequada para o uso e organização pessoal.

Optando por espelhos

A utilização de espelhos é um artifício conhecido para dar a sensação de ampliação ao ambiente. 

Contudo, encher a casa com o utensílio, cobrindo paredes e divisões não é algo agradável, muito menos aconselhável. Porém, optar por colocar um ou outro espelho em diferentes lugares confere um toque de modernismo e elegância ao ambiente, além de criar o efeito mencionado.

O conselho é colocar o objeto em que ficam ocupadas por muito tempo. Prefira, assim, a sala de jantar ou um corredor. No quarto ou sala de televisão a presença do utensílio acabará causando incomodando – nesse caso é possível escolher entre uma parede inteira ou um grande espelho apoiado no chão.

Abrindo e integrando ambientes

Evitar barreiras visuais é essencial para “liberar” o ambiente. Aproveitar os espaços integrando os cômodos da casa é essencial: cozinha com a sala (no estilo americana), o quarto com corredor ou lavanderia com a cozinha são alguns exemplos. Essas áreas podem ser utilizadas em conjunto, facilitando a organização e propiciando a circulação dentro do apartamento.

Quebrar os obstáculos de perspectivas é primordial para não se sentir enclausurado dentro da sua própria casa. Quanto mais abertos forem os ambientes, maior é o espaço completo. Para tanto, sirva-se de móveis baixos ou vazados para separar as áreas.

Uma outra boa medida para otimizar o espaço é verticalizar. Já que não há grandes metragens horizontais, aproveite as superfícies verticais. Esse parâmetro o ajudará a encontrar espaço para acomodar e guardar objetos, decorar e até mesmo criar elementos estéticos no ambiente – se possível, opte pela elaboração de um mezanino.

Cores neutras e iluminação natural

Cores neutras e claras auxiliam na manutenção de um ambiente bem iluminado. É claro que o uso de cores está liberado, porém tente manter a cor predominante em tom neutro, utilizando outras tonalidades na decoração (almofadas, poltrona, tapete, quadros…)

Isso porque um ambiente escuro transmite a impressão de ser ainda menor. Então, invista nas aberturas, como grandes janelas e portas de correr. Se a iluminação natural não for acessível, dedique-se na iluminação artificial, tentando ao máximo conferir ao espaço luzes fortes e claras.

Cada centímetro é precioso

Exigência de espaço é a principal demanda de imóveis pequenos. Roupas de cama, produtos de limpeza, eletrodomésticos, vestimentas, panelas… Um grande problema é encontrar espaço para armazenar todos os nossos pertences.

A dica principal é: aproveite cada cantinho! Colocar armários nas quinas, prateleiras nos cantos, cabideiros e penduradores de bolsa e casacos em pontos estratégico e optar por prateleiras em vez de gavetas irão ajudam muito na organização.