Ano do e-commerce: cupons e cashback aumentam vendas online

Cupons de desconto geraram um total de R$6 bilhões em vendas ao e-commerce em 2020

De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) em parceria com o Movimento Compre&Confie, 2020 pode ser considerado o ano do e-commerce no Brasil. Isso porque, diante da pandemia, o setor registrou números muito positivos.

Impulsionado pelo distanciamento social, as vendas online conseguiram alcançar novos compradores e as taxas de crescimento subiram. O faturamento do comércio eletrônico brasileiro alcançou a marca de R$41,92 bilhões somente no mês de agosto; o crescimento das vendas virtuais entre janeiro e agosto foi de 56,8% se comparado com os oito primeiros meses de 2019.

Outro fator muito interessante que contribuiu diretamente para esse resultado foi o mercado de cupons de desconto, que gerou um total de R$6 bilhões em vendas ao e-commerce em 2020. Muito famosos na web, os cupons de desconto são alternativas para economizar na hora de fazer compras online.

Aproveitando a boa onda do período, as categorias mais desejadas pelos brasileiros para comprar usando os cupons foram eletroeletrônicos e delivery. Outros grupos que também tiveram vendas expressivas com uso de cupons foram: moda, aplicativos de transporte e beleza.

Mas não apenas os cupons ganharam destaque nas compras virtuais em 2020. O cashback também expandiu suas fronteiras em 2020. Além dos cadastros, a adesão nos próprios bancos digitais para obter o benefício ao usar o cartão de crédito nas funções crédito e débito cresceu.

De acordo com um estudo da KPMG International, 84% dos consumidores afirmaram que o fator que as mantém leais a uma marca é a qualidade do produto. Já para 76% do público, o valor do produto é determinante para a fidelidade. Tomando esses dados como base, o cashback se torna uma ferramenta extremamente interessante no processo de conquista da fidelidade.

O sistema que devolve parte do dinheiro de volta ao consumidor é popular nos Estados Unidos desde a década de 1990, e vem ganhando força no varejo brasileiro. Portanto, essa forma de crédito extra na conta gera ainda mais valor para o consumidor diante de tantas opções no mercado de consumo nacional.

Foto: Divulgação

Instagram