Alimentos que aumentam sua capacidade nos treinos

Os suplementos alimentares nunca estiveram tão em alta. É verdade que eles são bastante eficientes na melhoria do desempenho de quem pratica exercícios físicos. Eles ajudam na regeneração muscular, na perda de peso e no ganho de capacidade física e mesmo fisiológica.

Porém, como o próprio nome sugere, esses produtos são meramente uma suplementação. Ou seja: na verdade, uma grande parte da população pode obter os mesmos resultados consumindo os alimentos certos.

Por isso se você quer ter alta performance durante os treinos e quiser que os efeitos do treinamento sejam prolongados, precisa montar um cardápio específico. O site Saúdelogo nos ajudou a ver alguns dos alimentos que não podem faltar na sua mesa.

Cúrcuma

A cúrcuma, também conhecida em outros países como açafrão-da-Índia, é um dos grandes alimentos naturais para quem quer potencializar seus ganhos nos treinos.

Em primeiro lugar porque essa especiaria é conhecida como terapêutica. Ou seja, ela atua no alívio de diversas complicações no organismo. Uma das mais úteis para quem malha, corre ou faz qualquer exercício é que esse alimento reduz os espasmos musculares.

Mais recentemente, foram descobertas propriedades anti-inflamatórias na cúrcuma, o que reduz as dores pós-treinos, assim como a rigidez eventual dos músculos.

Beterraba

A beterraba é um super vegetal, devido às suas propriedades benéficas a quase todo o organismo. Em relação à capacidade física e à performance nos treinos, ele alimento fornece energia em doses contínuas, já que é um carboidrato complexo repleto de fibras.

A ingestão regular de beterraba ainda aumenta em 10% o rendimento dos corredores. Quem faz musculação, ganha um acréscimo de 16% na capacidade muscular.

Ela permite maior dilatação nos vasos sanguíneos, graças ao nitrato presente em sua composição, o que confere maior oxigênio para os músculos. Já a betaína reduz o cansaço e o estresse muscular.

Maçã

Não é à toa que diversos nutricionistas recomendam a ingestão da maçã como lanche pré-treino. Essa fruta possui uma substância chamada quercetina, um tipo de flavonoide que aumenta a resistência física e muscular.

Esse flavonoide beneficia atletas de alto desempenho ao reduzir as inflamações causadas por exercícios de alto impacto.

Por fim, pesquisas confirmam que a maçã ajuda na produção de mitocôndrias. Como se sabe, essas células são responsáveis por melhorar e aumentar a respiração celular. Isso causa ganho imediato de energia.

Salmão

Ingerir salmão duas vezes por semana é mais do que suficiente para notar uma melhoria nos seus treinos e nos seus resultados. Esse peixe gordo é uma das melhores fontes de proteína animal e de ômega 3.

A proteína é essencial para a manutenção satisfatória dos tecidos musculares. Já o ômega 3 previne e recupera lesões com mais rapidez.

Batata, massa e arroz

Esse trio é frequentemente visto nos pratos dos grandes atletas. Mas claro: suas versões mais complexas, como arroz e massa integrais e a batata doce, são muito mais eficientes.

Antes do treino esses alimentos preenchem as reservas de energia. Depois de treinar, aceleram a recuperação dos músculos. É preciso cuidar apenas para não exagerar na quantidade, pois podem deixá-lo “pesado” demais para treinar.