7 Dicas para escolher a melhor chapinha de cabelo

Quando se trata de cuidar bem dos cabelos, deve-se tomar muito cuidado. Literalmente, todos os aspectos podem atrapalhar o desenvolvimento dele. No entanto, em aqueles dias que acordamos e estamos com ele todo armado, a chapinha se torna uma solução. Ela é uma grande aliada quando falamos sobre tratamentos de beleza.

Apesar de muitas pessoas dizerem que é a mesma coisa, profissionais da área afirmam que não. Por isso, na hora de escolher a prancha ideal, muitas mulheres acabam se atrapalhando. Portanto, se você é uma delas, separamos algumas dicas exclusivas para te ajudar! Continue a leitura para saber mais.

  1. Tipo de cabelo e temperatura

Se você possui cabelos mais finos, a temperatura ideal está entre 180º e 190º. No entanto, poderá chegar em até 220º para mulheres com cabelos grossos ou ondulados. Já quando se trata de cabelos tingidos com química, o ideal é não passar de 130º.

Para isso, deve-se procurar em alguns sites de melhores produtos e reviews para encontrar quais são as mais recomendadas por profissionais. Existem outros blogs em que blogueiras e outros homens testam os acessórios. Portanto, se encontrar algum ideal para o seu tipo de cabelo, sempre é interessante analisar a opinião destes outros usuários.

  • Tipo de material e liga

Muitas mulheres acabam não dando a devida atenção para estes aspectos. No entanto, o material da prancha pode influenciar -e muito – os resultados finais.

Por exemplo, o titânio contribui para a hidratação no interior dos fios, diminuindo o frizz. A Turmalina possui ação parecida com esta, emitindo íons negativos, deixa o cabelo brilhoso e saudável.

Existe a opção mais moderna criada a partir de infravermelhos. Nesta, ativa-se as moléculas de água e elimina as toxinas que comumente causam uma aparência nem um pouco atraente nos fios.  Estas são as três opções mais recomendadas.

Entretanto, existem mulheres que preferem aquelas de alumínio, geralmente as que possuem o menor preço. No entanto, o processo de uso é complicado, já que aquece de forma completamente irregular. Logo, se torna necessário usar a prancha várias vezes ao mesmo fio, causando sérios danos devido ao calor excessivo.

Evite sempre os metais, já que podem queimar aos fios ao transmitir um calor acima do que é desejado.

  • Formato, cabe na bolsa?

O formato é muito importante, inclusive quando se tem o objetivo de levá-la constantemente para outros locais. Além disso, pesos excessivos no item podem fazer com que o braço canse mais e deixe cair sem querer. Como consequência, pode acabar queimando as mãos ou a própria cabeça / couro cabeludo.

O formato deve ser mais flexível, possuindo um peso leve e de fácil manuseio.

  • Voltagem em bivolts

Geralmente as chapinhas são bivolts. Ou seja, funcionam tanto em 110v como em 220v. Esse é um aspecto positivo, inclusive para mulheres que costumam viajar. Dessa forma, não correm o risco de queimar o aparelho ao mudar a voltagem.

  • Passando um protetor térmico

De nada adianta escolher qual é a melhor chapinha se você não cuida dos cabelos corretamente. O ideal é sempre utilizar um protetor térmico para que os fios não ressequem. Aliás, eles não devem ser utilizados apenas antes da chapinha e sim, ao usar secadores, babyliss ou quando for passar por alguma exposição solar.

  • Nada em excesso

Mesmo que com todos os cuidados, os modelos mais baratos não costumam trazer tantos benefícios para os fios. Dessa forma, seu cabelo poderá ficar extremamente ressecado. Prefira sempre deixar para uma vez na semana ou quando sair para alguma festa ou reunião de amigos.

  • Não faça com o cabelo úmido

Não é difícil encontrar vídeos na internet de pessoas usando o item de beleza com o cabelo úmido. Como consequência, os fios podem acabar fritando. Se está com pressa, prefira usar o secador de cabelo antes ou vá sem chapinha mesmo!

Dizemos essa dica mas antes de tudo, é sempre importante saber que algumas destas chapinhas podem ser usadas com o cabelo molhado. No entanto, é imprescindível olhar qual é a descrição dela no momento da compra.

E então, gostou do artigo? Comenta aqui embaixo qual é a sua outra dica que deve ser levada em consideração antes de comprar uma chapinha!

Instagram