4ª edição do Programa de Excelência da FPF premia 29 clubes paulistas

O Programa de Excelência da Federação Paulista de Futebol premiou 29 clubes paulistas pelo desempenho em vários quesitos avaliados durante a temporada 2019.

Os premiados foram conhecidos nesta quinta-feira (20), em evento realizado no Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu, com a participação de presidentes e representantes de clubes de todas as divisões estaduais, além da diretoria da FPF e autoridades.

Programa de Excelência

Em 2019, o Programa de Excelência concluiu sua quarta temporada. Participaram 15 clubes do Paulistão Sicredi, 14 clubes do Paulistão A2 Sicredi, cinco do Paulistão A3 e um do Paulista Sub-23 Segunda Divisão.

Em prêmios, ao todo foi distribuído R$ 1,400 milhão: R$ 80 mil para os vencedores da categoria Ouro, R$ 40 mil Prata e R$ 20 mil ao Bronze. No ano passado, o total distribuído foi de R$ 1,340 milhão.

Doze clubes foram laureados na categoria Ouro, ou seja, destacaram-se em suas pontuações: Água Santa, Audax, Corinthians, Ferroviária, Grêmio Novorizontino, Ituano, Juventus, Ponte Preta, Red Bull Brasil, Santos, São Paulo e XV de Piracicaba. Conquistaram a categoria Prata cinco clubes: Desportivo Brasil, Inter de Limeira, Mirassol, Portuguesa e Rio Claro.

Doze clube alcançaram o Bronze: Linense, Capivariano, Santo André, São Caetano, Primavera, Sertãozinho, Oeste, Taubaté, São Bernardo, Rio Branco, Botafogo e Atibaia.

Também foram entregues certificados de clubes participantes a Portuguesa Santista, Red Bull Bragantino, Guarani, Rio Preto, São Bento e Votuporanguense.

FPF

“Uma mudança importante no projeto foi que, em 2019, previu-se a exclusão dos clubes que atrasassem 3 relatórios. Entendemos que isso faz parte do comprometimento do clube, e valoriza o trabalho daqueles que se esforçaram para realizar as entregas e buscar os resultados mês a mês”, diz Kelly Franzoni, Diretora Administrativa da FPF, à frente do Programa de Excelência desde seu surgimento.

Lançado no final de 2015, o Programa de Excelência acompanha os clubes paulistas ao longo da temporada por meio de ações e relatórios que avaliam dez quesitos: Base, Torcida, Infraestrutura, Negócios, Atletas e Comissão Técnica, Desempenho Técnico, Futebol Feminino, Recursos Humanos, Filiação e Gestão e Finanças.

(CRÉDITO: RODRIGO CORSI/FPF)

Cada clube compete consigo por meio de pontos que se somam ao longo do ano. O objetivo do programa é colaborar com a gestão dos clubes, por meio de boas práticas e profissionalização do pessoal.

“Importante ressaltar o objetivo do PEX, que é melhorar ano a ano a gestão dos clubes, alguns clubes com avanços maiores, outros com avanços menores, mas cada um avançando dentro dos seus próprios limites”, diz Kelly.