05 dicas de prevenção contra a sujeira do seu pet

Com alguns cuidados é possível manter o ambiente em que seu animal de estimação vive sempre limpo
Segundo pesquisa feita pela Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de São Paulo, 44,3% dos domicílios brasileiros têm pelo menos um cachorro e 17,7% possuem ao menos um gato. E esses números tendem a aumentar no futuro, afinal os pets são ótimos companheiros e trazem muita alegria para a vida de seus tutores.
Mas há quem tenha um certo receio de ter um bichinho de estimação em casa por conta da sujeira que ele pode fazer.
Esses moradores realmente mudam a rotina da casa, mas é possível manter tudo limpo e organizado sem abrir mão de ter um cachorro ou um gato.
Para quem está na dúvida ou quer saber mais sobre como manter a casa livre da bagunça que os pets naturalmente fazem, preparamos algumas dicas. Confira!
Pet limpo
Para começar, seu animal de estimação deve estar sempre limpo. Dar banho regularmente no seu amigo vai diminuir a concentração de odores, óleos e de pêlos, fazendo com que ele e o ambiente fiquem limpinhos.
É preciso escolher os produtos de higiene do seu pet com muito cuidado. Lembre-se que para estar limpo, o bichinho não precisa estar cheiroso. Xampus com cheiros neutros são uma boa opção para raças com mais propensão a alergias.
E não exagere nos banhos. A periodicidade dos banhos varia de acordo com o comprimento da pelagem do animal, por isso consulte um veterinário para saber o que é mais adequado para o seu pet.
Assim como nós, os animais têm óleos naturais no corpo que os mantém hidratados. Dar banhos demais no seu gato ou cachorro pode ressecar os pelos, aumentando o risco de dermatites. Além disso, lembre-se que os gatos sem limpam sozinhos, necessitando de ainda menos banhos com água e xampus.
Pêlos no lugar
Alguns pets soltam mais pêlos do que outros.
Se você é alérgico ou não quer ficar tirando os pêlos das roupas antes de vestir, é bom pesquisar bastante sobre as características do animal para entender melhor quais são as épocas de troca de pêlo e se fatores como alimentação e estresse podem agravar a queda.
Independente da raça do seu pet, escovar o pêlo ajuda a remover os fios que já caíram. Assim, você garante que eles não ficarão espalhados pela casa e pode limpar o excesso na hora, além de deixar o pet mais confortável.
Procure uma escova que não puxe os pelos nem seja dura demais, assim o seu pet não terá medo da hora da escovação – o que é muito comum de ocorrer.
É claro que, mesmo com todos esses cuidados, alguns fios vão escapar e parar no chão ou na sua roupa. Não precisa perder a paciência. Use um aspirador de pó regularmente e adquira rolos adesivos para tirar os pelos que ficarem presos às suas peças.
Limpeza da casa
Fazer limpezas regulares na casa também ajuda seu pet e o ambiente a ficar muito mais limpo.
Procure produtos de limpeza com odores neutros, já que cheiros fortes podem irritar os focinhos dos animais. Além disso, alguns componentes químicos podem desencadear alergias, então deixe seu peludo longe do local no qual os produtos de limpeza estão sendo aplicados.
Tome cuidado para não mascarar odores. Deixar o ambiente limpo de fato é importante para a sua saúde e para saúde do seu animal. Utilize produtos desinfetantes, que deixarão o ambiente livre de fungos e bactérias que podem causas doenças no seu pet.
Educando o seu pet
É muito conveniente que os pets façam suas necessidades em um local específico, assim é possível escolher uma parte da casa na qual a limpeza possa ser feita com mais facilidade e na qual o odor não irá ficar muito forte.
Para educar os animais, no entanto, é preciso ter paciência. Assim como nós, os animais levam tempo para aprender determinadas regras. Bater no seu pet ou esfregar o focinho no xixi não vai ajudar em nada no adestramento. Então, é preciso prestar atenção no comportamento do seu pet para poder educá-lo.
Defina o local no qual você gostaria que seu animal fizesse xixi e coco. Demarque esse lugar de alguma maneira, com um jornal, tapete higiênico ou caixa de areia. Mostre esse ambiente para o seu pet durante um tempo, deixando que ele perceba a diferença de textura e de cheiro.
Se ele acertar fazer as necessidades ali, comemore e dê algum tipo de recompensa, como carinho ou um biscoito.
Se o seu animal fizer xixi ou cocô no lugar errado, não o repreenda, pois ele poderá ficar com medo de fazer xixi ou coco quando você estiver por perto. Especialistas indicam que o tutor só dê atenção ao animal quando o comportamento for correto.
Com essas dicas, deixar seu pet e o ambiente em que ele vive livre de sujeiras vai ficar bem mais fácil. Lembre-se que para ter um animal de estimação é preciso ter paciência e entender que algumas mudanças no seu próprio comportamento serão necessárias para a boa convivência.
Seja um bom tutor, entenda as necessidades e limitações do seu pet e curta muito tudo de bom que os animais trazem para nossas vidas.
E não se esqueça de manter a saúde do animal em dia. Se você observar alguma mudança de comportamento no pet ou tiver dúvidas sobre higiene e adestramento de cães e gatos, consulte um veterinário SP.